Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A Bolha

Domingo, 04.04.21

Como uma bolha enorme, movimentando-se silenciosa e lentamente no oceano, transporta no interior da sua membrana, ovos de uma determinada espécie ─ em centenas de milhares, neste caso de lulas (em diferentes fases, da sua gestação): um molusco da espécie “Illex coindetii”. Um fenómeno possível de se ver ao longo de todo o NE do oceano Atlântico e no mar Mediterrâneo, sendo pela 1ª vez registado e ao vivo (na imagem), perto da costa da Noruega.

 

41598_2021_86164_Fig4_HTML.jpg

 

"We also got to see what's inside the actual sphere, showing squid embryos at four different stages. In addition, we could follow how the sphere actually changes consistency — from firm and transparent to rupturing and opaque — as the embryos develop.”

(Halldis Ringvold/Sea Snack Norway/livescience.com)

 

Com este tipo de objetos apresentando-se com um aspeto meio-circular e em forma de bolha, apesar de já serem conhecidos pelos cientistas desde há mais de 180 anos e de serem reportados (com mais assiduidade) desde há mais de 35 anos (por pescadores/mergulhadores), nunca tendo sido (atenta e profundamente) observados no seu meio ambiente selvagem: e se a formação desta bolha tinha um destino (a existência de Vida), por outro lado a sua forma e aspeto (parecendo dar forma a um peixe-grande e possivelmente assustador) poderia ter um objetivo adicional ─ o de camuflar algo mais.

 

(imagem: nature.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:30


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.