Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

18
Mar 21

Esta quinta-feira (18.03) registando-se +485 Infetados (816.055 no total), +21 óbitos (16.473 no total), 828 Internados (-28 do que ontem) e 187 em UCI (-18 do que ontem). Na região do Algarve com +8 infetados e +2 óbitos (hoje), em 18 dias apresentando 12 dias (67%) não se registando mortes.

 

Imagem1.jpg

 

Num dia em que o Sol brilha por todo o Portugal, na região do Algarve (por ex. Albufeira) convidando-nos com toda a força ─ toda aquela que até agora perdemos ─ para uma ida até à praia (aí e sendo ainda recuperáveis recarregando as baterias) e de acordo com esse estado de espírito sentindo-nos (ao mesmo tempo) cada vez mais libertos dado todo o caudal informativo afirmando que o pior já passou e que tudo irá (mais cedo ou mais tarde, confundindo-nos com os diferentes prazos) voltar a abrir,

 

Face à informação divulgada pela WHO nestas últimas semanas (de que o nº de infetados inverteu a sua tendência de descida, desde há 3 semanas estando em subida) deveremos certamente ficar preocupados não só com o nosso à-vontade como com o “repetido nada faz” por parte do Governo:

 

Caso a situação se volte a degradar e o Governo mantenha a sua atitude anterior (aquando do fim da 1ª vaga), podendo-se assistir a um interregno vazio (com as autoridades responsáveis nada fazendo, pensando tal como o Ministro da Educação, apenas na Economia) seguido de uma “grande explosão”,

 

Não mais se podendo iludir a realidade desta última vaga em que os hospitais (mesmo afirmando-se o contrário) ultrapassaram os seus limites várias vezes ─ com o espetáculo degradante a que todos assistimos como o das ambulâncias em fila, muitas delas transportando e acumulando idosos, não morrendo em lares (transferidos à última da hora) podendo morrer no transporte.

 

Imagem2.jpg

 

Devendo-se sempre recordar que se o SNS aguentou a vaga inicial por muito mais fraca do que esta última e com a seguinte que ainda atravessamos (em curva descendente de atividade) tendo sido muito mais intensa e nada se tendo feito antes (durante meses e para evitá-lo) ─ levando à “ultrapassagem da nossa capacidade hospitalar várias X”, muito perto da implosão do sistema (de saúde)

 

Não sendo necessária muita reflexão para adivinhar vindo agora uma nova vaga (com novas estirpes/variantes muito mais perigosas, abrangendo intensamente outros grupos etários) que, mantendo-se o Plano (ou Anti Plano) algo de catastrófico irá acontecer.

 

E destruída a classe trabalhadora (que também vive da Saúde/Economia, não só os patrões) colapsando (como com as peças encadeadas de domino) toda a Economia podendo cair e com ela toda esta nossa Civilização.

 

Ficando-se então à espera do novo Salto (civilizacional) e talvez do surgir de uma nova espécie dominante ─ assumindo o Homem, então e aí, a posição de Dinossauro.

 

(dados: dgs.pt ─ imagens: Produções Anormais)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:09
tags:

Março 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO