Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

06
Mar 19

Com o Mundo a ser dominado (aparentemente pelo menos para os Ocidentais) pelos EUA, não serão muito difíceis as conclusões a tirar sobre as ações mais recentes da autodenominada maior Potência Global, atuando compulsivamente (estando-lhes no sangue) nas mais diferentes partes do Globo e que os Média (controlados pelos mesmos) têm vindo sucessivamente a noticiar (sem problemas de consciência, pondo de lado a Cultura e a Memória): tendo como focos desta campanha/temporada (e entre outros) e tal e qual numa sala de espetáculos, na Geral a Síria, a Venezuela e o Irão (ligados ao setor da Energia), nos Camarotes poderosas entidades como a Rússia e a China (dando-nos a visualizar o Eixo do Mal), nas bancadas a Índia e o Paquistão (com bombas atómicas e populacionais) e finalmente perdida entre sombrios e já abandonados corredores e galerias (olhando para os seus retratos expostos, do seu tão glorioso Passado) e tal como Portugal (Perdido entre as Brumas da Memória) solitária, mal se movendo e já senil, a Velha Europa.

 

gateway_banner (1).jpg

NASA's Orion spacecraft approaches

the Gateway in lunar orbit

 

Enquanto um pouco por todo o Mundo (esmagadoramente no Hemisfério Norte) e seguindo os Insuspeitos do Costume (a grande potência a nível planetário os EUA) as Elites que o controlam e submetem (manipulando as Armas e o Dólar) se dividem (por acaso ou por necessidade) – tal como os seres vivos unicelulares dividindo-se em dois por bipartição – aparentemente e de uma forma descontrolada (sendo certo que do Caos se faz Ordem) entre TRUMPISTAS e ANTITRUMPISTAS − uns de um lado de mais um Muro, outros do outro lado do mesmo Muro, mas com esta barreira a ser utilizada mas não criada pelo BONECO (tendo como todos sabemos, a assinatura da sua criação, autoria repartida) – todas as histórias que nos vão chegando sobre o Estado da Saúde do Mundo e dos seus mais de 7,5 biliões de habitantes, nos vão deixando (cada vez) mais cabisbaixos (por perturbados) com o Futuro da Sociedade da qual ainda (no Presente) usufruímos (considerando a Europa): ainda possível de se aí Viver (e ajudar a sobreviver) pelo menos enquanto o Eixo do Mundo (Económico-Financeiro) não se deslocar irreversivelmente (e de vez) ainda mais para Oriente − do Atlântico para o Índico-Pacífico de Washington/Berlim para Pequim. E tal como muitos animais (ditos) irracionais marcando o seu território e aí impondo o seu poder e a sua soberania (tal como conhecemos com os gatos marcando os limites do seu espaço com os seus insuportáveis jatos de urina), vendo-os (Homens de Poder e de Letras) − utilizando um Muro ou um outro Artefacto − como Loucos Urinando de qualquer modo ou feitio em redor do seu novo Ícone da Pura Contradição (simultaneamente Amando/Odiando): o milionário TRUMP. Uma Merda!

 

Pelo que a nossa única hipótese de podermos ainda vir a evitar a nossa EXTINÇÃO como Espécie Inteligente e sendo capaz de se Movimentar (Evoluir) e associar (reproduzir) num Universo em constante transformação − envolvidos como estamos pelo nosso planeta e por todos os excessos que nele se têm cometido, mas tendo a virtude (e a felicidade) de antecipadamente sabermos que neste Mundo (e em todos os outros pelo infinito replicados) mesmo morrendo-se (algo haverá do Outro Lado, seja possivelmente a Alma como o já é o Eletromagnetismo) “Nada se Perde Nada se Cria Tudo se Transforma” – será inevitavelmente o de um dia termos que partir (de preferência o mais rápido possível) abandonando a nossa área de sempre e de conforto (pelo menos desde que temos Memória e nos conhecemos/ou reconhecemos)  em direção a uma (nova) Terra Prometida: uma Terra exterior à nossa (certamente noutra estrela), que nos dê continuidade e certezas (num ecossistema disponível) da  preservação da nossa espécie  − tal como nómadas que somos e de fácil inclusão, ainda à procura da Alma e cheios de Imaginação. Com a Agência Espacial Norte-Americana NASA (Governamental) não querendo ficar para trás nas Viagens e nas Explorações Espaciais (face ao crescente avanço da iniciativa privada) − como é o caso do surgimento da Space X do milionário Elon Musk – e aproveitando o impulso dado pela nova Administração Norte-Americana em recuperar (a curto/médio-prazo) as Viagens à Lua chegando posteriormente a Marte, a estabelecer desde já as primeiras parcerias tendo como objetivo a exploração do nosso satélite natural e do nosso planeta vizinho exterior. E até levando a uma declaração conjunta entre responsáveis da NASA e o seu primeiro parceiro nesta Aventura Espacial − o Governo do Canadá e o seu 1º Ministro Justin Trudeau – incentivando a parceria, a sua expansão e desenvolvimento (em nasa.gov):

 

“NASA is thrilled that Canada is the first international partner for the Gateway lunar outpost. Space exploration is in Canada’s DNA. In 1962, Canada became the third nation to launch a satellite into orbit with Alouette 1.”

 

“Today, Canada leads the world in space-based robotic capabilities, enabling critical repairs to the Hubble Space Telescope and construction of the International Space Station. Our new collaboration on Gateway will enable our broader international partnership to get to the Moon and eventually to Mars.”

 

(ilustração e legenda: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:05

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Março 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

16


29
30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO