Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

28
Mar 21

Mais de cem anos passados sobre a obtenção do seu registo fotográfico ─ 19 de maio de 1919 ─ a apresentação de um outro (registo) obtido por restauração do original (uma cópia melhorada): proporcionando-nos a visão de um eclipse solar tal como observado há mais de um século (2ª imagem) e dessa observação (e trabalho) obtendo uma outra mais pormenorizada (1ª imagem).

 

restored.jpg

Sol de 1919 como visto em 2019

(neste restauro de 2019 ressaltando desde logo

a pequena protuberância solar,

reconfirmando o antes suspeito e depois confirmado,

a curvatura da luz)

 

Um trabalho desenvolvido por dois cientistas e investigadores europeus (Petr Horálek e Miloslav Druckmüller), utilizando os resultados do mesmo (trabalho) não só para comemorar os 100 anos sobre esse evento ─ o Eclipse Solar de 19 de maio de 1919 (durante a viagem Inglaterra/Brasil) ─ como para provar uma das teorias mais controversas de então, envolvendo Albert Einstein.

 

1919_eclipse_positive.jpg

Sol de 1919 como visto em 1919

(um eclipse solar causando sensação em 1919

elevando aos céus Albert Einstein (1879/1955)

assim como a sua teoria

sobre a curvatura da luz)

 

Teria de Einstein afirmando que devido às poderosas forças gravitacionais exercidas pelo Sol, a luz (pelo mesmo emitida) ao movimentar-se (por ex. em direção à Terra) teria que ser no seu percurso dobrada/curvada: o que o restauro (da foto) confirmou (depois) pela presença duma pequena protuberância (antes não se vendo, agora sim). Este ano comemorando-se os 100 anos sobre a atribuição do prémio Nobel da Física a Albert Einstein.

 

(imagens: Petr Horálek/Miroslav Druckmüller e

Sir Arthur Eddington em spaceweather.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:00

Março 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO