Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A Merda (seja de que cor for) Vem Sempre ao de Cima

Segunda-feira, 01.11.21

Falando não se sabe bem para quem ─ se para os que se encontravam no interior da sala (os mandantes e seus representantes, os adjudicadores) ou no exterior da mesma (os comandados e seus sucedâneos, os adjudicados) ─ na 26ª Conferência da UN sobre Alterações Climáticas (COP26 de 31/10 a 12/11 em Glasgow/Escócia),

FDHF41RWQAMpGw2.jpg

Depois de chegarem com os seus jatos (privados e bem carbonizados), instalando-se num bunker em Glasgow (como medida de proteção, faltando saber-se de quem/de quê).

According to reports, more than 400 private planes carrying business leaders and politicians to this week's conference will spew out 13,000 tons of CO2. Ironically, these bigwigs and their private jets' emissions will exceed the average annual emissions of roughly 1,600 Scots.

(wionews.com)

 

Eis que o Secretário-Geral da UN o português António Guterres acrescenta mais uma vez ao seu já intenso currículo mais um conjunto de frases e ideias feitas (no “bom” sentido), mas sem contexto que as torne minimamente praticáveis (suscetíveis de imediata execução), inicialmente levando-nos por caridade e compaixão (as únicas coisas inúteis e contraproducentes que nos restam) a ser solidário com ele, mas posteriormente pensando melhor e analisando mais profundamente a plateia presente ao qual este mesmo se dirige (presencialmente ou online) ─ os únicos que o escutam, os outros não por os primeiros nada fazerem e os segundos tendo de lutar diariamente pela sobrevivência ─ levando-nos já com nojo de ver muitos deles a ignorá-los, tão grande é a sua “hipocrisia política” (por dinheiro vendendo tudo, todos nós e até sendo boa a proposta, a “própria mãe”):

Ontem à frente da empresa PETRO-X, hoje à frente da empresa ECO-X e amanhã líder incontestável, da revolucionária e avançada PETRO-ECO-TRIPLO-X, sugerindo-nos (esta tática enganadora e suicida) que com os seus originais, híbridos, biológicos ou automatizados, com carbono ou descarbonizados, com problemas existenciais (obrigando a pensar/refletir, a optar entre muitos por um tipo de vida) ou mais modestamente com as dúvidas de identidade (hoje sendo homem, amanhã podendo ser mulher e assim sucessivamente) ─ e tendo estes factos como causa ─ o Mundo continuará a ser comandado pelos mesmos (passando de “pais para filhos”), infeliz e inevitavelmente nunca mais mudará, um dia (nada mudando entretanto) sendo o da nossa extinção. Sendo capazes de nos autodestruirmos (juntamente com algumas/muitas das espécies terrestres) ─ bastando para tal usar o nosso arsenal nuclear ─ mas julgando-nos mais do que somos, pensando ainda e como Deuses (criadores) sermos capazes de (sendo apenas poucos biliões, entre triliões e triliões de seres vivos) destruir o planeta.

ENVIRONMENT20Cop26202015470051.jpg

Mas qual será o motivo da ausência da jovem ativista climática Greta Thunberg da COP26,

há pouco sendo considerada um ícone da juventude, pelos mesmos que agora a ignoram.

We say no more blah blah blah, no more exploitation of people, of nature and the planet. No more whatever the fuck they’re doing inside there. We are sick and tired of it and we’re going to make the change, whether they like it or not. This has been going on for too long.

(Greta Thunberg/standard.co.uk)

 

Quando a participação do Homem nas Alterações Climáticas face por exemplo à Evolução Geológica da Terra e à sua influência em toda a sua transformação ao longo dos seus já 4,5 biliões de anos de História, é significativamente “insignificante”:

O Homem quando muito e levando o seu poder ao extremo, podendo isso sim por sua iniciativa (tal como uma vela) extinguir-se ─ não significando no entanto que tal como ela (a vela) e ainda existindo, algo ou alguém a leve a reacender-se, ressuscitando o Homem e por Saltos, originando novas Civilizações (afinal de contas a Terra tem 4,5 biliões de anos, o Homem existindo há muito menos e nem durando sequer 100 anos, menos que um número infinito de calhaus (minerais, sendo o Mundo Mineral e a nível físico a nossa coluna vertebral).

Tendo obrigatoriamente de haver algo de comum (de ligação umbilical a nível não apenas material/física) entre o nosso Espírito, a nossa Alma, a nossa Mente e o Eletromagnetismo ─ a “Alma das Coisas” ─ ligando tudo isto e dando-nos um mínimo de conforto, credibilidade, nem que seja para o Futuro (pensando como um contabilista e acreditando em bruxas ou magia, podendo ainda tirar dividendos).

No Paraíso, Purgatório ou Inferno, tudo suites do mesmo todo ou nada, seja lá o que isso for (tão limitados nos obrigam a ser, que desprezando nos, optando sempre por obter ajuda de uma máquina).

(imagens: @MatthewPFirth/twitter.com ─ PA/standard.co.uk)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:43


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.