Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

16
Mar 16

Se algum extraterrestre passar pelas proximidades do nosso Sistema Solar, o único ponto de referência que se poderá destacar no seu horizonte sensorial será certamente o referente ao Sol. E mesmo que se desloque até às suas redondezas e tal como com Mercúrio e Vénus, a Terra não passará de um simples ponto perdido na escuridão do espaço. O que digamos entre nós será uma grande sorte (esperemos mesmo que estejam distraídos).

 

Numa iniciativa NASA/NOAA/US AIR FORCE

 

epicearthmoonstill.jpg

A Terra como vista a mais de 1,6 milhões de quilómetros de distância
(com a Lua pelo meio)

 

Esta é uma imagem do planeta Terra e do seu único satélite natural a Lua, obtida a partir da câmara (e telescópio) instalada no satélite artificial DSCOVR – e na qual é possível observar a Lua no seu movimento em torno da Terra. Num cenário para a maioria de nós inédito e felizmente agora proporcionado pela NASA (e monitorizado pela NOAA).

 

Na imagem enviada pelo satélite Deep Space Climate Observatory podemos observar o Lado Oculto da Lua completamente iluminado (nunca visível para nós na Terra dado o nosso satélite se encontrar em rotação sincronizada com ela, apresentando-nos por esse motivo sempre o mesmo lado), algo para nós (habitando este planeta) até agora impossível de conseguir.

 

Num cenário onde a Terra aparece a mais de 1,6 milhões de quilómetros do satélite DSCOVR (num registo de 2015). E em que o satélite da NASA aproveitando a sua posição intermédia entre o Sol e a Terra, nos pode proporcionar espetáculos como este (e até registar a sombra projetada na Terra pela Lua aquando dum eclipse solar).

 

Num registo obtido quando a Lua se movia sobre o Oceano Pacífico nas proximidades dos EUA. E no qual como afirma Adam Azabo (cientista projetista da NASA/DSCOVR) se torna tão contrastante a diferença entre o brilho da nossa Terra e a falta desse brilho na sua Lua. Como se uma fosse a cores e a outra a preto-e-branco.

 

[Distância Terra/Lua (LD): aproximadamente 0,4 milhões de quilómetros]

 

(imagem: NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:02

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Março 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

18

21
24

28
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO