Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

31
Jan 14

  • Descubra a diferença fundamental entre as duas imagens situadas no mesmo local (antes/depois) e candidate-se a um menos que provável cargo de “fazedor de opiniões alternativas”, trabalhando em exclusivo para a NASA.

O mesmo local:

 

Antes

 

“Os objectos só se movem – em termos relativos – se forem excitados”

 

Depois

 

Um mistério que começa a alastrar rapidamente por toda a comunidade científica e que envolve o visionamento dum mesmo ponto da superfície marciana, mas efectuado em momentos distintos. Entre o primeiro e o segundo visionamento (do mesmo cenário) verifica-se a introdução dum elemento estranho à composição inicial, facto que os técnicos da NASA justificam como tendo sido muito provavelmente provocado pelas rodas do rover, que ao moverem-se sobre o solo marciano de um lado para o outro o terão transportado para um novo local, acabando-o por aí o depositar. No entanto existem cientistas que não têm a mesma opinião dos responsáveis da NASA, como é o caso do astrobiologista Dr. Rhawn Joseph e da sua interpelação a Charles Boden sobre o referido caso.

 

  • E já que estamos em tempos de efectuar comparações, que tal adivinhar o que haverá de comum entre as duas imagens situadas em locais diferentes (Marte/Terra) e assim poder imaginar-se como candidato a outro cargo virtual e suplementar na NASA.

Locais diferentes:

 

Marte

 

“Por associação real e intuição imaginária, de imediato percepcionamos a ligação”

 

Terra

 

A hipótese aqui lançada substitui a explicação conservadora da NASA, que se limita a afirmar e a confirmar tratar-se apenas de mais uma rocha descoberta sobre a superfície de Marte, ignorando por outro lado que o artefacto poderia ter outra origem que não a exclusivamente mineral, muito provavelmente ligado a alguma espécie de ser vivo animal ou vegetal. E se compararmos (sem limitações) o aspecto geral e a forma específica da suposta “pedra” marciana, encontraremos de certeza uma semelhança curiosa e extraordinária com um ser vivo terrestre: a Apothecia, uma espécie de fungo/cogumelo. A conclusão seria imediata, mas em contrapartida a dúvida aumentaria (exponencialmente): poderia existir vida em Marte, mas a NASA não estava interessada.

 

(imagens – huffingtonpost.com e Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:15

Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


23



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO