Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

20
Mar 15

“Que se saiba Água em Marte, só no seu Pólo Norte.”

 

curiosity-sam-sample-leak-organics.jpg

Marte – Área da bacia de Yellowknife
(Rover Curiosity – Amostra do solo)

 

Depois do entusiasmo provocado pela descoberta no interior da cratera GALE (com mais de 150km de extensão) de elementos como o carbono, o enxofre, o fósforo, o hidrogénio, o nitrogénio e o oxigénio (por ordem alfabética), as portas para a descoberta de vida (mesmo que primitiva) na superfície de Marte pareceram finalmente escancarar-se: estava aberto o caminho para a procura de organismos mais complexos (moléculas).

 

O problema surgiu aquando da análise dos produtos extraídos pela perfuradora do Rover Curiosity a partir do solo marciano, a qual inesperadamente e contra todas as previsões (mais optimistas) indicou a presença de 2% de água na amostra analisada. O que a ser verdade significaria que o mais provável seria ter existido no passado vida em Marte e que tal facto seria uma vantagem importantíssima para futuros colonizadores.

 

E aí a porca torceu o rabo: jamais a NASA aceitaria uma versão para a qual não estivesse preparada. Um cientista nunca aceita o que vê, sem contextualizar a sua observação. Claramente que algo estaria errado. E na sequência deste pensamento de salvaguarda do conhecimento, a culpa teria que ser de outro – nunca do Homem e do seu Saber: e o bode (expiatório) era a máquina.

 

O que se passara fora um fenómeno muito conhecido e extremamente comum na Terra. O laboratório portátil instalado no veículo e utilizado na recolha e análise de amostras recolhidas no solo marciano estaria contaminado: a água teria origem terrestre e a sua presença mas amostras resultaria da sua mudança de estado e posterior intrusão. E como um bom e metódico aluno, a NASA estraga prazeres e matava os sonhadores.

 

(imagem – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:04
tags: ,

Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9



29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO