Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

09
Mai 16

Ainda ontem com esperança:

"Is Alberta Seeing a Refinery Renaissance"?

(albertaoilmagazine.com)

 

Pelo menos dois portugueses terão sido evacuados da zona onde decorre o grande incêndio de Fort McMurray, uma localidade ligada à indústria do petróleo situada na região canadiana de Alberta.

 

Um incêndio de grandes proporções com uma semana de vida

Que já reivindicou para si a localidade de Fort McMurray

(na imagem seguinte na zona de mais intensa emissão de CO)

 

15267278960d6e9dc9bfcf4ab3f6ca09_XL.jpg

Poluição atmosférica por emissão de enormes quantidades de monóxido de carbono lançados na atmosfera terrestre a partir dos incêndios ainda a decorrer na região canadiana de Alberta

(satélite)

 

Enquanto um gigantesco incêndio prossegue bastante ativo na região canadiana de ALBERTA (faz uma semana que o mesmo teve início) – estendendo-se por uma área já superior a 200.000 hectares (a área identificada inicialmente era de apenas 10.000 hectares) e não se observando para já nenhum sinal de abrandamento da sua violência destruidora – as populações aí residentes continuam a sua fuga desesperada (por vezes arriscando-se a ficar encurraladas) estimando-se que ultrapassem para já as 90.000 pessoas. Isto tudo apesar do auxílio que tem vindo progressivamente a chegar à região afetada (a mais atingida sendo a zona onde se localiza a localidade Fort McMurray), desde máquinas pesadas, helicópteros de apoio, aviões de combate a incêndios, organizações de socorro e salvamento e ainda o apoio de muitas centenas de socorristas (muitos deles voluntários).

 

2016-05-04t213739z_981865677_s1betceglnab_rtrmadp_

Um enorme incêndio que dura desde o dia 1 de Maio e já provocou a evacuação de mais de 100.000 pessoas, aqui nas imediações da autoestrada 63 passando em FortMcMurray

De enormes proporções, completamente fora de controlo, com um solo colaborante e sem ajuda meteorológica

 

Com o principal foco de incêndio a destruir a localidade de Fort McMurray (e todas as áreas adjacentes), sendo acompanhado por outros dois focos adicionais, um mais a oeste também de grande intensidade e outro a este (um pouco mais distante mas ocorrendo na mesma altura) já na região de Ontário: com todos eles a atingirem níveis de toxicidade atmosférica (em % de monóxido de carbono) muitas vezes superior aos valores normalmente aceites – mais de 20X superior no oeste, quase 45X superior no Ontário e quase 100X superior em Fort McMurray. O que numa fuga descontrolada da morte eminente provocada pelo fogo (arrastada e dolorosa), acresce agora a forte possibilidade de nessa corrida se morrer intoxicado (de uma forma lenta mas indolor).

 

Já hoje com desespero:

“Oil Sands Operators Reduce Personnel,

Cut Production As Fort McMurray Fire Rages”.

(albertaoilmagazine.com)

 

(imagens & alguns dados: superstation95.com e discovery.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:22

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Maio 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11

20
21

24
28

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO