Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

23
Mar 20

[Do Homem-20 e/ou do Covid-19.]

 

5e77f65085f54038e27ba60b.jpg

Avião Russo

Março 2020

A caminho da Itália

(sob domínio Covid-19)

 

Depois do surto epidémico de Covid-19 ter atacado a China (o 1º epicentro de contágio) provocando aí mais de 3.000 mortos (3.261), seguindo de imediato para Ocidente (no Hemisfério Norte) e atingindo a Itália (com a mortalidade no 1º epicentro a descer e a mortalidade do 2º epicentro a crescer) hoje (22 de março) tendo ultrapassado as 5.000 vítimas mortais (5.476) − seguindo-se ao não inacreditável e clamoroso (ficará na História) por parte da Alemanha em socorrer a Itália já com esta num estado de desespero total (nega com a complacência e cumplicidade da restante Europa, com cada país apenas preocupado consigo próprio) − as ditas Democracias Ocidentais Católico-Romanas, adeptas fervorosas da Democracia e da Liberdade em Segurança e tendo como único objetivo defender os cidadãos que afirmam representar – eis que é do lado dos regimes ditos não democráticos e Ditatoriais, na sua fonte inspirados no ateísmo, no paganismo, no comunismo e no autoritarismo, que chega a ajuda a este país cada vez mais próximo da desagregação total das suas instituições básicas literalmente deixando de funcionar − com os médicos a escolherem quem vive e quem morre e com os camiões do exército encarregues do transporte dos mortos para o forno crematório: com a China, Cuba e agora a Rússia por solicitação do governo italiano a enviarem para aquele “país da EU abandonado pelos seus e em chamas”, aviões de ajuda e de socorro (e de salvamento) carregados de equipamento e de recursos humanos – apesar de cada um destes países (1 da Ásia,  1 da América e 1 da Europa) estar empenhado simultaneamente (quase como todos os países e regiões de todo o Mundo) na luta contra o Covid-19 no seu país. A China (a 1º a “arrancar”) com os seus mais de 3.000 mortos (apesar de ultimamente sem mortes a registar/dia, ainda com quase 3.000 em estado grave/crítico), Cuba (com 34 casos ativos) e Rússia (com 350 casos ativos) ainda no início da sua “viagem com 1 vítima mortal cada um.

 

5e77a99f203027337f234c59.JPG

Angela Merkel

Março 2020

A caminho da Quarentena

(sob domínio Covid-19)

 

E assim depois de nos questionarmos sobre quem levará avante nesta “Guerra de Morte contra o Coronavírus Covid-19”, agora questionando-nos igualmente se algum dia precisarmos mesmo de alguém exterior ao nosso território para nos socorrer (ajudar/salvar), a quem deveremos na realidade recorrer: se aos nossos aliados como regimes Livres e Democratas (o autoproclamado Eixo do Bem, com centro em Washington), se aos nossos adversários como regimes Autoritários e Ditatoriais (denominados como o Eixo do Mal, com centro Em Pequim). Neste fim do dia 22 de março de 2020 (em vésperas de muitos portugueses perderem a esmola fornecida durante uma semana, ficando com uns 66% como se a Pandemia tivesse terminado, e como se não estivéssemos oficial e obrigatoriamente em Estado de Emergência − para já não falar dos muitos e muitos despedimentos já “despachados”) com a China já de regresso (à produção, à Conquista Económica e Financeira do Mundo) e a Rússia a preparar-se (para a possível chegado do coronavírus, erguendo as estruturas necessárias e salvaguardando-se desde já) − cheios de Ouro e com a Índia a preparar-se para se lhes juntar −  enquanto do outro lado do “Muro(simbolicamente de Berlim)  destruído mas de seguida reerguido (com o ressuscitar do ), apresentando-se uma Europa em agonia e decadente, com um apêndice cortado mas seguindo o mesmo caminho (o Reino Unido) e no fim com todos eles sendo liderados pelos EUA como Comandante-Supremo do (ainda) Império Norte-Americano: baseando-se ainda e apenas no poder das Armas e no poder do Dólar (papel), mas em contrapartida (ou não tivessem despreocupadamente déficit de triliões) com os seus cofres vazios (de ouro, a nova, verdadeira e real referência). No fim desta 1ª Vaga Global de Covid-19 podendo ter o Mundo (mesmo que não se note logo) mudado (como tudo para melhor ou para o pior) mas com estes políticos (sem vergonha, “sem pecado”, mantendo-se) sendo de esperar o pior, o colapso ou a recessão.

 

(imagens: Russian Defense Ministry e Reuters/Michael Kappeler em RT/rt.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:12

Março 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO