Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

15
Set 17

[Furação Harvey e Golfo do México]

 

PAY-PNSEABEAST01nu.jpg

 Uma criatura estranha deu à costa no estado do Texas

(na sequência do furacão Harvey oriundo do Golfo do México)

 

Com a passagem do furacão HARVEY (formado a 17 de Agosto e dissipado a 2 de Setembro) sobre o estado do Texas (EUA) oriundo do Golfo do México (dias depois e para leste surgindo o furacão Irma apontado à Flórida) e provocando grandes rajadas de vento e longos períodos de chuva intensíssima (atingindo fortemente localidades como HOUSTON devido aos níveis recordes de precipitação) ‒ e atingindo não só o estado do Texas mas também o da Luisiana ‒ a última estimativa para toda a destruição provocada (pelo Harvey) apontava para mais de 60.000 estruturas danificadas (só no Texas e com mais de 70% em no Município de County), com cerca de 35.000 pessoas recorrendo a abrigos e com as consequências das inundações (desde que o furacão atingiu o solo) podendo tornar ainda pior o já extenso cenário de terror e de destruição.

 

PAY-PNSEABEAST01nu 1.jpg

 Hard to tell given position and decomposition, but teeth and body shape makes me think some kind of eel (@DrAndrew Thaler/twitter.com)

 

No meio do turbilhão proporcionado pelo furacão HARVEY (com os primeiros indícios a 13 de Agosto, nomeado a 17 e atingindo a costa do Texas a 25 como um furacão de categoria 4) provocando o caos ambiental no litoral do estado do Texas (a partir de 26 de Agosto e abatendo-se nas proximidades de Cameron a 30 de Agosto), com o furacão a movimentar as águas (sobre o leito oceânico do Golfo do México) provocando volumosos deslocamentos líquidos (horizontais e verticais), originando a partir de tal fenómeno e por arrastamento (neste caso com revelação) o aparecimento de estruturas estranhas escondidas sob os oceanos (neste caso no Atlântico/Golfo do México abrindo-se para as Caraíbas).

 

Apcha_u2.jpg

 Cobra-Enguia tipo Aplatophis chauliodus

(semelhante à observada e existente no Golfo do México)

 

Com Preeti Desai a revelar na sua página do Twitter (@preetalina/twitter.com) a descoberta no areal de uma praia do Texas de uma espécie (no mínimo) estranha: “Okay, biology twitter, what the heck is this?? Found on a beach in Texas City, TX.” Um animal provavelmente apanhado pela fúria furacão Harvey, ficando ferido e acabando por morrer ao ser arrastado para terra pelas águas oceânicas regressando ao litoral e posteriormente entrando em decomposição. Segundo seguidores (e um biólogo) tratando-se de um tipo de enguia existente naquela região atlântica e normalmente vivendo a 20/90 metros de profundidade. Um animal (marinho) muito provavelmente habitando bacias profundas do leito oceânico (como nas Caraíbas e no Golfo do México) sendo violentamente afastado do seu habitat natural por uma força externa mas dominando o oceano (e o seu interior profundo) mostrando todo o poder de um fenómeno como um Furacão.

 

(imagens:@preetalina/twitter.com e fishbase.org)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:18

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

16

18



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO