Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

10
Jan 16

Num terreno árido e desértico. Sem vestígios de vida, movimento ou mesmo algo de estranho. Com pedras (secas, calcinadas, fragmentadas), areia (resultante da múltipla e violenta erosão) e uma substância esbranquiçada (surgindo entre fendas).

 

1217ML0055830010503547E01_DXXX.jpg

1217º dia em Marte

 

Mais uma imagem enviada a partir de Marte durante o 1217º dia de estadia do rover da sonda Curiosity na sua superfície (ontem a partir da câmara MAST_LEFT). O veículo motorizado da NASA vai a caminho dos três anos de permanência no último planeta interior do Sistema Solar, evoluindo neste preciso momento sobre solo marciano numa região de dunas de areia. Numa altura em que o planeta entra na sua estação de Inverno e num período a que a Curiosity (tal como a Opportunity) se têm que preparar para as condições climáticas em certos aspetos mais adversas que aí veem (o lander e o rover): como é o caso da menor absorção pelos painéis da energia solar e o da limitação que isso trará para todas as tarefas a realizar. Movimentando-se agora a noroeste do Monte Sharp (localizado no interior da cratera Gale onde a sonda aterrou) na região das dunas de areia (ativas e escuras) de Bagnold.

 

PIA20284.jpg

1197º dia em Marte

 

Com a presença das dunas de areia a ser bem visível na imagem obtida no 1197º dia da presença da sonda Curiosity em Marte, interpondo-se entre o veículo terrestre da NASA (o rover) e a elevação do Monte Sharp (a mancha clara destacando-se ao fundo no horizonte): dunas que tal como na Terra parecem ir avançando lenta mas progressivamente com o decorrer do tempo (no entanto com processos evolutivos diferentes), acabando por cobrir grandes extensões da superfície marciana (deslocando-se a uma v = 1m/ano). No cenário apresentado a câmara do rover Cutiosity encontrava-se a cerca de 23m da base das dunas podendo estas atingir um máximo de 5m de altura. Num acontecimento considerado de certo modo inédito em todo o Sistema Solar (a presença de dunas ativas) já que para além do nosso planeta nunca tal fenómeno tinha sido observado (fosse onde fosse).

 

(imagens: NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:49

Janeiro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

15





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO