Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



As Farmacêuticas e os Biliões de Dólares

Sábado, 20.03.21

Agora que estamos a viver um período Novo-Normal (concluída a 1ª vaga) sucedendo a um outro dito Normal (anterior à 1ª vaga) mas na realidade sendo Velho-normal (essencialmente mantendo indefinidamente o status quo vigente), não se podendo nunca e de nenhum modo “perdoar” Ursula Gertrud von der Leyen (atual presidente da Comissão Europeia, representando a Alemanha e a CDU) nem sequer Angela Merkel (atual chanceler da Alemanha pela CDU): a atual chanceler alemã por querendo livrar-se de vez da sua Ex.-Ministra da Defesa (sendo igualmente da CDU, potencial candidata à  sua sucessão) ─ por incompetência no exercício do seu cargo (2013/2019)

 

www.usnews.com.jpg

Vacinação em massa nos EUA

 

Aproveitando a oportunidade surgida (a sucessão de Jean-Claude Juncker em 2019), arranjando uma solução consentânea (para ela, para a outra e para a EU) e “despachando-a” (em 2019) para a Europa (logo como presidente da CE), assim como a própria presidente da Comissão Europeia por nada de significativo ter feito desde o dia da sua tomada de posse em 1 de janeiro de 2019. No primeiro ano (2019) não se destacando em nada e chegado o coronavírus em nada se destacando, caracterizando a sua intervenção nesta Pandemia como um verdadeiro desastre ─ como se constata no presente com a encomenda de milhões de vacinas, delas só chegando (como se tal não fosse expetável) uma “amostra” (mais uma vez deixando-nos expostos ao vírus).

 

Abril 2020

Laboratório ─ País

Janeiro 2021

V

R

BD

R

BD

42,19

Johns. & Johns.

EUA

82,06

+39,87

50,00

Roche

SUI

63,85

+13,85

(51,75)

Pfizer

EUA

(51,75)

----

14º

19,57

Bayer

ALE

48,02

+28,45

48,67

Novartis

SUI

47,45

-01,22

41,75

Merck

EUA

46,84

+5,09

24,70

GlaxoSmithKline

GB

43,92

+19,22

27,98

Sanofi

FRA

39.28

+11,30

(33,27)

AbbVie

EUA

(33,27)

----

----

----

Abbott

EUA

10º

31,09

----

26,15

B.-Meyers S.

EUA

----

----

----

10º

23,57

AstraZeneca

GB

----

----

----

(R: Ranking BD: Biliões Dólares V: Variação)

 

02-mask-covid-19-safety-vaccine-wellness-restricte

Desesperando na Europa pela vacina

 

Vacinas contra a Covid-19

 

Dando uma rápida vista-de-olhos pela tabela anterior verificando-se desde logo o crescimento de mais de 40% nos dividendos registados (do 1º/abril 2020 para o 2º registo/janeiro 2021) em 8 das farmacêuticas (com dados completos) liderando a norte-americana J&J: nestas 8 passando de 285 biliões de dólares para mais de 402 biliões e do mais recente TOP 10 seis (6) sendo dos EUA, duas (2) da Suíça, uma (1) da Alemanha e uma (1) da França ─ 60% EUA e 40% Europa. No entanto sem vacinas que cheguem para a Europa ─ sendo a maioria exportada para os EUA ─ assim criando esta crise mais que anunciada. E com os grandes campeões deste inesperado “retorno financeiro” (proporcionado pela Pandemia) a ser a poderosa indústria Farmacêutica (Johnson & Johnson/EUA, Roche/Suíça, Pfiser/EUA, mais de 50 biliões cada) por outro lado pagando (adiantado e mesmo assim não a tendo) o já tão arrasado contribuinte (europeu). Para uns tudo bem, para outros tudo mal.

 

word-image-19.jpg

Sujeitando-se à desinformação

 

Dada a esperteza das empresas e a conivência da presidente da Comissão Europeia, por um lado com os produtores (de vacinas) em vez de se comprometerem com alguns milhões prometendo muitos milhões ─ e recebendo como tal ─ enquanto pelo outro lado com os clientes (o Estado, os seus cidadãos) esperando muitos milhões e acabando por receber apenas alguns, ainda-por-cima tendo pago (todos) e antecipadamente: deixando os produtores (a Indústria Farmacêutica) com muitos milhões e em contrapartida (extremamente negativa, até pelo atraso podendo provocar ainda mais vítimas mortais) o cliente (nós) ficando com pouco (por claramente insuficiente) produto. E que se saiba com um Presidente (Ursula Gertrud von der Leyen) em princípio sabendo fazer contas e balanços, de modo a manter um mínimo de equilíbrio:

 

Pelo que a história deverá ser outra bem mais clara e muito mais simples ─ mandando no Estado a Indústria Farmacêutica (como a detentora da “cura”) tendo-o e a nós nas suas mãos ─ mas para o público em geral servida rapidamente à mesa (para a engolirmos, sem tempo para reagir) mais profunda e de difícil (acesso á) confirmação (flagrante) ─ entalando-nos/engasgando-nos. Uma vergonha quando se produzindo a vacina e não a tendo (sendo esse o caso da Europa), tendo-a outros até a mais e até dando para oferecer (como será o caso dos EUA). Apesar do total desprezo não compreendendo (a questão das vacinas IN/vacinas OUT), mas aceitando (vacinas só do Ocidente, imposição norte-americana) e ao mesmo tempo recusando perentoriamente outras (mesmo considerados iguais/superiores pelo Ocidente como a Oriental e russa Sputnik).

 

(dados: pharmapproach.com/bizvibe.com/getreskilled.com ─

imagens: usnews.com ─ cnn.com ─ euromaidanpress.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:49


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.