Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

27
Out 14

TROIKA não mais nos deixará em Paz até à chegada do Asteróide!
(e se não for à primeira, será à segunda, à terceira ou com qualquer outro asteróide – a Troika ainda conta cá estar, nós é que para já não sabemos)

 

Hoje dia 27 de Outubro de 2014 (segunda-feira) e após leitura duma notícia veiculada pela RR – “Troika regressa esta terça-feira para ficar até 2035” (RR) – fiquei definitivamente convencido (pelo menos para os portugueses) de que o Fim do Mundo (próximo) não era uma probabilidade mas claramente uma certeza. Astronomicamente essa probabilidade já vinha a ser mencionada desde há anos por cientistas dedicados à observação de corpos celestes movimentando-se nas proximidades da Terra (cometas, asteróides, meteoritos). Mas agora eram os Políticos a confirmarem esses Primeiros Sinais de que o Tempo do Apocalipse poderia estar cada vez mais próximo, não deixando dúvidas em muitas cabeças e em muitas das regiões do mundo (pelas intervenções directas ou subliminares desses elementos e da sua propaganda), de que não valeria a pena contestar as suas verdades pois eles estariam sempre presentes mesmo até à Eternidade.

 

mural-fmi9068a7da_664x373.jpg

Até à Eternidade

 

De uma forma ou de outra – e é essa a Mensagem (conclusão) – em 2035 já cá não estaremos (todos os mais de 7 biliões de habitantes que viverão neste planeta). Nunca nos devemos esquecer que esta intervenção dos Políticos Globais (executada por simples políticos/funcionários de topo, nem sempre competentes, mas muito bem remunerados – FMI, Troika, BCE), tem vindo a destruir progressiva e sistematicamente muitas das economias regionais que constroem e mantêm o mundo ainda a rodar, lançando com as suas intervenções irresponsáveis e prepotentes o planeta num caos económico e social, mergulhando-o em violentos e infindáveis conflitos inter-geracionais, religiosos e ideológicos e com esta estratégia (deliberada?) aproximando-o irreversivelmente do seu fim. Pelo menos como hoje conhecemos o mundo, a espécie dominante que o habita e a sua civilização. E assim PUM! – Surge A Segunda Bala e atinge-nos de novo a cabeça.

 

A Primeira Bala já nós a conhecíamos: residia inicialmente na forte possibilidade de um Asteróide viajando pela nosso Sistema Solar numa trajectória em torno do Sol, poder entrar futuramente (ao passar muito perto de nós) numa rota de colisão com a Terra. As consequências daí resultantes poderiam ser devastadoras para a vida no planeta, dependendo essencialmente das dimensões e composição do asteróide. E então essa forte possibilidade passou a uma previsão (quase correcta) e deveras preocupante: um asteróide chamado APOPHIS poderia estar mesmo em rota de colisão com a Terra. A primeira data a ser indicada para tal Evento apontava para 2029 mas refeitos os cálculos foi definitivamente eliminada (não colidiria com a Terra, nem sequer com a Lua). Passou no entanto para 13 de Abril de 2036, já que a trajectória de 2029 do asteróide já tão próximo do nosso planeta poderia provocar uma ligeira alteração nas suas coordenadas orbitais, aproximando-o ainda mais de nós e aumentando exponencialmente a possibilidade de impacto. No entanto muitos outros candidatos se perfilham no horizonte, uns entretanto já detectados outros ainda completamente desconhecidos: como aquele objecto (meteorito) que em 15 de Fevereiro de 2013 atravessou os céus da Rússia, sobrevoando a região onde se encontrava a cidade de Cheliabinsk e acabando por explodir (acabando por originar uma forte onda de choque, destruição de infra-estruturas e ainda alguns feridos). Uma amostra(zinha) tipo demo daquilo de que eles são capazes.

 

(imagem – Raul Santos/RR)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:27

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Outubro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO