Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

07
Abr 20

[Com atraso de quase 24 horas, talvez depois de mais uma intragável conferência DGS, de qualquer forma desculpem lá.]

 

“E depois de varrido quase todo o Hemisfério Norte,

seguindo-se ainda a América do Norte e todo o Hemisfério Sul.”

 

arton139106.jpg

Porque será que na Coreia do Sul a 25 de fevereiro e em plena Pandemia, as autoridades do país ainda permitiam o aparecimento de incontáveis filas quilométricas de pessoas (aqui para obterem máscaras) − e no entanto, sendo um “Grande Exemplo para o Mundo”

 

Esta segunda-feira (6 de abril) com a Europa apesar dos números elevadíssimos de vítimas mortais registados na Itália (16.523) e na Espanha (13.169) parecendo estar globalmente a querer desacelerar ultrapassando a fronteira − o Pico Máximo − e começando finalmente a descer a caminho de uma necessária e obrigatória estabilização (depois da Sanitária seguindo-se a Económica), verificando-se que entre os 1.330.497 infetados e os 73.875 óbitos ocorridos globalmente (até às 19:37) se mantem uma taxa de mortalidade elevada na ordem dos 5,6%: quando a China aponta para os 4,1% (e no extremo a Itália para os 12,5%, sendo logo acompanhada pela Espanha para os 9,8%).

 

Universo

(População)

10.204.104

Infetados

(Amostra)

11.730

Óbitos

311

Graves/Críticos

270

Ativos

11.279

Recuperados

140

Mortes/1 Milhão

31

Sendo a partir da razão Amostra/Óbito

que se calcula a taxa de mortalidade do vírus

 

No caso de Portugal e num Universo de mais de 10 milhões de pessoas registando-se até ao momento quase 12.000 infetados e mais de 300 mortes, representando uma taxa de mortalidade de 2,7%, menor que a da China  (4,1%) mas maior do que a da Coreia do Sul (1,8%). Quanto às regiões com o Norte a apresentar 168 vítimas mortais (VT), o centro 76 VT, Lisboa e Vale do Tejo 60 VM e Algarve 7 VM.

 

Concelho

Infetados

Óbitos

%

%

Mortalidade

Vila Bispo

0/2

0,0/3,1

0

0

0

Aljezur

0/2

0,0/3,1

0

0

0

Lagos

3

1,3

0

0

0

Monchique

0/2

0,0/3,1

0

0

0

Portimão

24

17,0

1

14,2

4,2%

Lagoa

3

1,3

2

28,6

66,7%

Silves

11

4,8

0

0

0

Albufeira

44

19,2

2

28,6

4,5%

Loulé

39

17,0

0

0

0

Faro

39

17,0

0

0

0

S. B. Alportel

0/2

0,0/3,1

0

0

0

Olhão

9

3,9

0

0

0

Tavira

24

10,5

0

0

0

Alcoutim

0/2

0,0/3,1

0

0

0

V. R. S.A.

15

6,5

2

28,6

13,3%

Castro Marim

0/2

0,0/3,1

0

0

0

Total

229

100,0

7

100,0

22,2%

Com a DGS a não indicar o número de Infetados sendo eles < 3

(e o último valor indicado na coluna Mortalidade sendo uma Média)

 

Já no que diz respeito ao Algarve despachada a ARS Algarve e perdida toda a confiança nas conferências de imprensa da DGS − e constando-se o país estar como que dividido em 4 zonas, o Norte em Alerta Vermelho, o Centro em Alerta Laranja, Lisboa e Vale do Tejo em Alerta Amarelo e Alentejo/Algarve e Ilhas em Alerta mas ainda Meio-Esverdeado (mesmo com as 7 mortes no continente mas mais a Sul) – e mesmo com a maioria da população sem acesso a EPI’S (Equipamentos de Proteção Individuais), exceção feita a alguns priveligiados fugindo a tempo das suas grandes e desenvolvidas cidades e aparecendo por vezes como protegidos dentro de “escafandros” e olhando de lado desconfiados para os “indígenas primitivos locais – apresentando uma taxa de mortalidade de 3,1%, tendo como justificação (uma entre tantas outras opções válidas e credíveis) o menor número de testes realizados, com a preciosa colaboração dos mais pobres, ainda dos mais idosos e até dos seus jovens descendentes, todos eles trabalhando nos sectores básicos e fundamentais do nosso país para desse modo ainda termos algumas coisas abertas até para comermos (e assim sobrevivermos) – ainda-por-cima despedidos em massa da restauração/hotelaria (direta/indiretamente talvez noventa e tal por cento dos empregos) da base (limpeza) quase até ao topo (diretores) e tendo agora que se sujeitar a “filas de espera” sem futuro apenas porque o “Estado os Ignora” , veja-se a fila nos CTT de Albufeira, verifique-se quem são eles e se por acaso os Correios (tal como os e-mail sem acesso ao “Cartão Dourado” a Senha de Acesso ao Serviço − para quem o tem, seja qual for a razão, exclusivo) – a Região se tem mantido mais-ou-menos em condições minimamente aceitáveis, pelo menos ainda escondidas (dentro de casa) e sem nenhuma explosão (vantagens de estarmos longe das “crateras do vulcão”), mas com as “contas obrigatórias a não pararem de cair”.

 

(imagem: asemana.publ.cv)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:55

Abril 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9



26


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO