Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

14
Abr 20

“Sempre sob a batuta do mesmo Chanceler por coincidência mulher.”

 

Depois da utilização do termo “IRREVOGÁVEL” na Crise Financeira de 2010/14 sob a liderança do 1º Ministro do 118º Governo de Portugal, eis que renovando os votos (governamentais) surge agora a utilização do termo “REPUGNANTE” na Crise Sanitária de 2019/20 sob a liderança do 1º Ministro do 119º Governo de Portugal.

 

Screenshot_2020-04-13 SAPO.jpg

Palavras para quê, um Artista português!

 

Em ambos os casos com um mero ajudante do Primeiro colocando em causa o seu Chefe, utilizando apenas o antónimo de uma simples palavra: num caso fazendo de seguida o pino e regressando às origens do termo, no outro desautorizando o seu chefe (será?) e assinando por baixo dos pelos vistos fascinantes.

 

Por momentos com Irrevogável=Revogável e com Repugnante=Fascinante, muito pior para a Língua Portuguesa que o Acordo Ortográfico. Em ambos os casos e fazendo definitivamente as pazes faltando apenas o convite aos Ministros das “Partes Baixas” para uma farra com muito “Álcool e Mulheres”.

 

[1º E no final tendo de um lado a Alemanha, ficando esta com metade (do dinheiro destinado ao plano de resposta da EU ao impacto económico da crise do coronavírus) e os outros (26) com a outra metade.]

 

[2º E como prémio da fidelidade para com a Rainha, com os seus vassalos (que se saiba, Áustria, Finlândia, Holanda e Polónia) a serem premiados com uma máquina, não de cigarros nem de preservativos, mas (estando agora infelizmente na ”moda”) de EPI’S (Equipamentos de Proteção Individual).]

 

(imagem: sapo.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:31

Abril 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9



26


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO