Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Doenças nos EUA em 2020 ─ Covid-19 3ª causa de morte

Quinta-feira, 22.07.21

Um vírus que há mais de um ano paralisou todo o Mundo (quase 7,9 biliões de pessoas) e ainda hoje estando por cá. Enquanto no meio da ameaça da doença e da ameaça da fome (logo, duma dupla ameaça de morte), se tenta mais uma vez arrancar a máquina (o motor social, o motor económico).

mm7014e1-F2.jpg

Panorama dos EUA em 2020 falando-se de doenças e de mortes,

podendo ser semelhante à evolução registada em muitos e muitos países

 

Num relatório do CDC (Centro de Controlo e Prevenção de Doenças norte-americano) do final de março deste ano dando-nos informações sobre a mortalidade registada nos EUA no ano de 2020 (1º ano de Pandemia Covid-19, iniciada por volta de março de 2020), a indicação das 10 principais razões (doenças) contribuindo para a mortalidade total neste país: num total de pouco mais de 331 milhões de pessoas (depois da China/1,44 biliões e da Índia/1,38 biliões o 3º país mais populoso do Mundo) e tendo-se registado no ano de 2020 cerca de 3,36 milhões de mortes (pelos mais diversos motivos de acidentes/doenças), com o motivo maioritário para os óbitos registados a virem em 1º lugar das “doenças de coração”(perto de 700.000 mortes), em 2º lugar do cancro (perto de 600.000 mortes) e apenas em 3º lugar e apesar de todo o protagonismo que lhe foi dado ─ podendo-lhe ser atribuído o “prémio” da doença do ano ─ a Covid-19 (entre 350.000/400.000 mortes). Tendo na proximidade desta última (doença Covid-19) doenças (para além do cancro e do ataque cardíaco) como as doenças respiratórias, Alzheimer, Diabetes, gripe e doenças renais, tendo sido deixadas para trás (há meses e meses, em consultas/operações) devido à Pandemia e que mais cedo ou mais tarde, poderão ter repercussões (consequências, apenas escondidas e adiadas) dramáticas. Questionando-nos assim mais uma vez, qual a razão de tal protagonismo dado a este vírus aparecido (como tantos e tantos outros) na Ásia em finais de 2019, sabendo-se de outros semelhantes tendo anteriormente aparecido e provocado acontecimentos iniciais idênticos, mas não tendo a mesma cobertura e propaganda (para o bem como para o mal) associada, sabendo-se ainda que outras razões muito mais graves e mortais podendo ser invocadas, em conjunto banalizando o número anual de mortes por Covid-19: números que com a administração da vacina (e posteriores atualizações periódicas, tornada a Pandemia numa Endemia) tenderão tendência para diminuir cada vez mais. Caso que não acontecerá certamente com os acidentes rodoviários, com a persistência da utilização do tabaco, com as guerras.

(fonte e imagem: cdc.gov)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:24


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.