Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

24
Set 17

No que poderia ser um discurso escrito por um Democrata atacando o Presidente (Donald Trump) ou então sendo redigido pelo seu grande inimigo (e republicano) o senador John McCain (herói norte-americano) ‒ na sua estratégia Anti-Trump apoiando o Obamacare (ao não deixar passar a proposta Presidencial, em princípio a do seu partido):

 

Ri-Yong-Ho.jpg

 Ri Yong Ho

Ministro dos Estrangeiros da Coreia do Norte

Durante a sua intervenção na Assembleia Geral da ONU

(23 Setembro 2017)

 

“The absurd reality that the person like Trump, a mentally deranged person full of megalomania and complacency, the person who is chastised even by American people as "Commander in Grief, "Lyin King", "President Evil"is holding the seat of the U.S. President, and the dangerous reality that the gambler who grew old using threats, frauds and all other schemes to acquire a patch of land holds the nuclear button; these are what constitute the gravest threat to the international peace and security today.”

(Ri Yong Ho ‒ Ministro dos Negócios Estrangeiros da Republica Democrática e Popular da Coreia ‒ Discurso de 23.09.2017 na Assembleia-Geral da ONU)

 

Enquanto prossegue a 1ª Temporada da série DONALD VS. KIM com o seu desenvolvimento a ser divulgado na esmagadora maioria dos Média (como se fosse uma telenovela), as ações e reações aumentam entre os dois protagonistas: chefes imprevisíveis e com o dedo fácil no botão (pelo menos pelo que dizem os seus respetivos adversários), um expondo-se na América (como maior potência Global) o outro escondendo-se na Ásia (e sendo do Terceiro-Mundo). Os dois tendo a capacidade de se assim o entenderem recorrerem à arma final (a Bomba Nuclear) enviando cada um deles mísseis em direção um ao outro (o adversário e inimigo) incluindo os seus aliados: por um lado com Donald Trump a atacar (com palavras) a Coreia do Norte ameaçando destrui-la completamente (e ao mesmo tempo alertando-a sinalizando a China) e por outro lado com Kim Jong un e os seus mísseis (com armas químicas ou nucleares) a apontarem para a Coreia do Sul, o Japão e até Guam (território norte-americano localizado no Pacífico) ‒ ameaçando-nos a todos e por contágio de ainda usufruirmos em vida de um Evento ao Nível da Extinção. Para já tudo continuando e como é habitual há muitos anos (e com muitos Presidentes norte-americanos Democratas ou Republicanos incluídos) na mesma, apenas sendo de relevar a secura dos discursos (improdutivos e extremamente perigosos) e a personalidade dos dois líderes (aparentemente explosiva).

 

trump-vs-kim-1.jpg

 

Como seria de esperar numa evolução necessariamente tranquila num cenário pré-existente (e muito pouco alterado nas suas características originais de projeção desse modo evitando surpresas), em que o centro do poder se encontra centralizado num conjunto de corporações juntando Armas (Complexo Militar), Finanças e Impressoras (as forças vivas da terra e as mentes brilhantes ou iluminadas, desde que devidamente certificadas ‒ como o caso dos políticos e dos “falsificadores”): até hoje e já no seu 45º Presidente (dos EUA) sem nenhum deles a se conseguir opor ao Omnipotente Poder Paralelo, sobretudo ao poderosíssimo Complexo Militar. E assim com muitas Armas (Quarteis e Militares) e outros tantos Canudos (Universidades e Civis) controlando-se todo o Mundo com muito medo (de uma bala perdida) e ainda com muita ignorância (transmitida pelo dito erudito).

 

(imagem: internationalpress.jp e The Daily Toon/Mark Linch/ brian.carnell.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:48

Setembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

16

18



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO