Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



E Terça-Feira Lá Vão Eles de Regresso

Sexta-feira, 04.06.21

A 17 de maio dando-se a invasão, a 8 de junho o primeiro recuo, esperando-se agora pelo 29 de junho para se voltar à carga dando-se nova invasão ─ se possível coincidindo com todo o Verão. Isto se os invasores, entretanto, não se tiverem direcionado para outros territórios, mais atraentes e prometedores.”

A razão bem escondida (por baixinha) localizada lá para o fundo lateral-direito do gráfico (abaixo indicado) e indicando o nº total de Infetados por cada duas semanas (ou 14 dias) desde o início deste ano de 2021 em Portugal (num total de 154 dias), num retrato que os portugueses não quiseram ver (nem tendo dinheiro para comprar uns óculos), mas que pelos vistos os britânicos conseguiram (certamente e tendo maior disponibilidade financeira usando lentes),

“Apontando o seu FOCO-DE-LUZ/LENTE para o canto inferior direito do gráfico,

com BOJO a encontrar o argumento,

para fazer regressar de novo à Ilha os seus cidadãos.”

Imagem1.jpg

Nos últimos 14 dias

(10º Período →11º Período)

c/ o nº de Infetados a subir quase 40%

 

Se nada tendo significado para os nossos leigos/eruditos (portugueses) dominando atualmente a nossa máquina do Estado e naturalmente sendo seguidos pelo seu rebanho, bem ordenado e orientado (obedientemente) pelos seus fiéis cães-pastores (de raça por certificados, não fossem todos “iguais e diferentes”, indiferenciados) ─ não o sendo verdadeiramente (tendo outros objetivos e sendo a “prostituição mental” um fenómeno em crescimento não só real como terrível) e dos seus nada sabendo (só “querendo comer”) por deles procurando-os “nem sombra deles” ─ mesmo podendo não ter utilizado “manhas” como lentes e telescópios (para de uma formiga passar a um elefante, ameaçando aí esmagar-nos) servindo-se (o poder britânico, os nossos aliados) de nós como moeda de troca interna (face ao que se passa na sociedade britânica) e como sempre com o nosso Governo (fazendo-se incompreendido apanhado desprevenido) assobiando para o ar (como se não fossemos nós as vítimas). Assim vamos longe.

(dados: dgs.pt ─ imagem: Produções Anormais)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:29


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.