Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

22
Out 18

Vote count begins

After chaotic Afghan elections.

(washingtonpost.com/publicado em 22.10.2018)

 

Vamos varrer do mapa esses bandidos vermelhos.

Uma limpeza nunca vista na história desse País.

(Jair Bolsonaro/publicado em 22.10.2018)

 

Over 7K-strong, migrant caravan pushes on.

Still far from US.

(apnews.com/publicado em 22.10.2018)

 

cartoon-us.jpeg

 

Na sequência das Eleições Legislativas e Regionais no Afeganistão (último fim-de-semana) e das Presidenciais no Brasil (próximo fim-de-semana/28 Outubro), realizam-se na primeira semana de Novembro as Eleições Intermédias Norte-Americanas (dentro de aproximadamente quinze dias/6 Novembro). No caso das Eleições brasileiras tratando-se da 2ª volta das Eleições Presidenciais – com BOLSONARO (o TRUMP BRASILEIRO) e HADDAD (o Vilão representando o PT) – e no caso das Intermédias nos EUA de eleições para a Câmara dos Representantes, para o Senado e Governadores – confrontando REPUBLICANOS e DEMOCRATAS.

 

Candidato

P (%)

Jair Bolsonaro

59

Fernando Haddad

41

Sondagens/Brasil

Consultora Fitch Solutions

(P: Presidente)

 

Sobre as Eleições no Afeganistão – um país com cerca do triplo da nossa população e 7X a dimensão de Portugal – não se sabendo ainda os resultados e provavelmente pouco importando (para os afegãos e para o Mundo), com o estado de Guerra Civil há anos aí instalado envolvendo de um lado os EUA (atacando o país alegadamente albergando Bin Laden) e do outro os TALIBÃ (força tendo governado o Afeganistão de 1996/2001 antes de derrubados pelos norte-americanos). E dos 8 milhões registados (cidadãos com direito de votar) tendo votado 4.4 milhões (55%) – sábado e domingo (20/21 Outubro) apesar dos ataques terroristas (Al-Qaeda e Estado Islâmico/financiados pela coligação de interesses EUA/Arábia Saudita) provocando perto de 50 vítimas mortais (esmagadoramente civis).

 

_103729262_bbc_fake_foto01.jpg

Mais montagens:

Na quarta (26 de Setembro)

O boato mais difundido é contra a imprensa

Com capas falsas de revistas brasileiras

 

Já nas eleições Presidenciais a decorrerem no Brasil, com a certeza absoluta prestes a estar confirmada (vejam as suas poderosas Igrejas e o seu apoio incondicional), com a eleição do candidato dito da EXTREMA-DIREITA assim como da REAÇÃO – o candidato do PSL JAIR BOLSONARO; e com o outro candidato personificando Lula e dito de ESQUERDA (mas jamais sendo ele, perdido o original) apoiado pelo PT E de nome FERNANDO HADDAD a não ter a mínima hipótese – personificando em si a CORRUPÇÃO (dito o maior mal do Brasil) – ficando a grande distância e levando uma grande tareia (para já a uns 20% talvez no final a uns 30%). Não esquecendo as FAKE NEWS (maioritariamente/mas não só oriundas de Bolsonaro) como ferramenta importantíssima nas eleições no Brasil.

 

Partido

S (nº)

R (nº)

G (nº)

Republicano

50

199

23

Democrata

44

205

19

(Indecisos)

(6)

(31)

(8)

(Total)

(100)

(435)

(50)

(Maioria)

(51)

(218)

( 26)

Sondagens/EUA

RealClearPolittics

(S: Senado R: Representantes G: Governadores)

 

Finalmente com as últimas eleições a realizarem-se neste período de tempo de cerca de quinze dias – as Intermédias Norte-Americanas a serem certamente as mais importantes, levadas a cabo a meio do mandato do 45ºPresidente dos EUA (Donald Trump) e com os Republicanos a dominarem (tendo nelas a maioria) as duas câmaras (para além da Presidência): os Representantes e o Senado. Segundo as últimas previsões com Republicanos e Democratas dividindo entre si (aproximadamente) o número se Governadores, com os Democratas a obterem a maioria nos Representantes (por pouco mas sendo antes de maioria Republicana) e os Republicanos a maioria no Senado (mantendo-se aqui o estado anterior).

 

elecciones-usa-2016.jpg

2018 Midterm Elections

Elections Reloaded

Of

2016 USA Presidential Elections

 

Respeitando-se assim o cenário – confirmando-se as sondagens atuais de vitória Democrata nos Representantes e Republicana no Senado – podendo-se adivinhar a continuação de um panorama político conturbado (senão mesmo cada vez mais violento) pelo menos no interior dos EUA; exteriormente restando-nos apenas rezar ao Menino Jesus, esperando que Trump não se decida (com o poderoso Complexo Industrial Militar a ser um dos poucos que o apoia) a atacar (direta/indiretamente, económica/ou noutras áreas) a Rússia e a China: nesse dia que DEUS nos valha (mesmo na ponta da Península Ibérica).

 

(imagens: watchingamerica.com – bbc.com (e legenda) – ticbeat.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:43

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Outubro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12

14
19
20

21
26
27

29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO