Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

20
Dez 15

De momento (e após a divulgação dos resultados) o líder do PSOE afirma que deve ser o líder do PP a ser chamado a formar governo. Tudo normal. E depois? Nada disse.
Em Portugal estamos todos curiosos para ver o que irá acontecer.

 

Espanha_Receitas_jogo_online-apostas_cresce_Aposta

 

Decorreram hoje as eleições para o PARLAMENTO de ESPANHA (para além das eleições para o Senado). Os resultados foram os seguintes:

 

Partido/Coligação Deputados
PP 122
PSOE 91
PODEMOS 69
CIDADÃOS 40
ERC-CATSI 9
DL 8
PNV 6
UNIDAD POPULAR EN COMÚN 2
EH BILDU 2
CCA-PNC 1
TOTAL 350

(Maioria relativa: 176 – Maioria absoluta: 234)

 

E com esta fragmentação do novo parlamento espanhol em dez partidos/coligações bem diferenciadas, certamente que o novo Governo dependerá de um conjunto bastante intrincado e confuso de acordos e alianças.

 

E tal como em Portugal com a Direita a ganhar as eleições (PP) e com a Esquerda a obter a maioria dos deputados (encabeçada pelo PSOE).

 

Com o PP a necessitar do apoio de mais 54 deputados para poder governar (maioria relativa) e de mais 112 deputados para governar sem qualquer tipo de restrições (maioria absoluta).

 

Ou seja (no mínimo) do apoio do PSOE. Isto se não houver nenhuma surpresa (vindas do PODEMOS ou do CIDADÃOS).

 

Já com o PSOE (no caso de não se aliar ao PP) com um leque mais largo de escolha – mas sempre dependendo do PODEMOS e CIDADÃOS para poder vir a governar.

 

Com as devidas distâncias até parecendo Portugal.

 

(poderá existir uma ligeira variação no resultado PP/PSOE)

 

(imagem: WEB)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:50

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Dezembro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12


24
25

27
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO