Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

21
Fev 17

Para ganhar mais dinheiro para a sua grande viagem, trabalhando para o Entreposto tal e qual um merceeiro, levando e trazendo encomendas; um apeadeiro que um dia deixará de ser do Governo dos EUA e que passará de vez para as mãos das grandes Corporações privadas – transformando-a aí numa verdadeira estação (central). Mas apenas se houver dinheiro.

 

1crs10_liftoff.jpg

Descolagem do foguetão Falcon 9 da Space-X carregando a nave espacial Dragão

 

Com o milionário de origem sul-africana ELON MUSK prestes a fazer 46 anos, é minha opinião que um dos objetivos de vida do criador da empresa de transporte espacial SPACE-X será o de um dia pisar o solo do planeta MARTE.

 

Talvez não no início de 2020 como inicialmente projetado mas segundo novas estimativas, previsões e prioridades, apontando lá para o ano 2030: numa missão já denominada como Dragão Vermelho mas ligeiramente prolongada no tempo (até à concretização do seu objetivo final pisar Marte) devido à necessidade da empresa Space-X obter mais recursos financeiros e ainda de se focar com mais atenção nas questões ligadas à tripulação e a certas questões técnicas do seu foguetão FALCON.

 

 Fazendo com que a empresa de Elon Musk por uma questão de prioridades ligadas ao aspeto financeiro do programa ligado ao projeto de colocar seres humanos vivendo em Marte, tenha que o arrastar um pouco no tempo colocando para já em primeiro lugar o seu programa comercial – pelo que só lá para dos 60 poderá cumprir o seu sonho.

 

2crs10_s2engine.jpg

Com o motor do segundo-andar já em combustão após a separação do 1ºandar

 

No passado domingo pelas 9:30 da manhã (14:30 em Portugal) com a nave espacial DRAGÃO a ser lançada do Complexo de Lançamento 39A localizado no Centro Espacial KENNEDY, transportada por um foguetão Space-X Falcon 9 e tendo como destino a Estação Espacial Internacional (ISS): segundo o site da empresa Space-X com a nave Dragão a carregar cerca de 2500Kg de material e mantimentos para a ISS e a ser o primeiro lançamento a ser efetuado do mesmo local desde o último voo do Vaivém ATLANTIS (em Julho de 2011).

 

E após a concretização da acoplagem entre a Dragão e a ISS, com a Dragão a ficar por lá cerca de um mês findo o qual descarregada e de novo carregada a nave, a mesma retornará à Terra.

 

5crs10_landed.jpg

O 1ºandar do foguetão Falcon 9 após a sua aterragem perto de Cabo Canaveral

 

E mais uma vez com o primeiro andar do foguetão Falcon 9 a ser recuperado em pleno mar, aterrando sem sobressaltos sobre uma plataforma flutuante colocada sobre a água – tornando-os reutilizáveis e sendo uma poupança substancial no investimento efetuado.

 

Por este andar e sabendo-se da ligação crescente entre a agência governamental NASA e a empresa privada Space-X (com a NASA a pagar 2.5 biliões de euros pelo transporte de astronautas entre a Terra e a ISS) com a empresa de Elon Musk a poder substituir no futuro os russos no transporte dos astronautas para a estação espacial – hoje realizada pela Rússia no cosmódromo de Baikonur, a maior base espacial do Mundo e onde se encontra instalado o centro de lançamento de foguetões para a ISS.

 

(imagens: spacex.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:29

Fevereiro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


22



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO