Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Expedição à ISS

Sábado, 11.04.20

ISS comportando 6 astronautas, orbitando a Terra a uma altitude de pouco mais de 400Km (a uma velocidade de mais de 7,6Km/s) e fazendo-o em pouco mais de 1,5 horas (num dia orbitando o nosso planeta mais de 15X). E num momento em que à superfície do nosso planeta, se vive sob a ação de “um agente infiltrado, invisível e mortal” − mas certa e felizmente passageiro.

 

shl_5284_1.jpg

Lançamento da nave SOYUS MS-16 do Cosmódromo de Baikonur

concretizado na passada quinta-feira 9 de abril de 2020

e transportando consigo os astronautas da 63ª Expedição

à Estação Espacial Internacional

 

Desde que  a Estação Espacial Internacional (ISS) entrou em atividade (31 de outubro de 2000) seguindo-se às suas antecedentes SKYLAB (estação espacial norte-americana) e MIR (estação espacial russa), sendo desde aí abastecida ou pela nave espacial SOYUZ ou pelo vaivém espacial STS (esta última fazendo o seu derradeiro abastecimento em 29 de agosto de 2009 aquando da 20ª Expedição à ISS e encerrando definitivamente todas as suas outras atividades em 8 de julho de 2011) – a partir de 30 de setembro de 2011 com a 21ª Expedição à ISS, uma tarefa entregue exclusivamente à nave espacial SOYUZ – deu-se início na passada quinta-feira (9 de abril de 2020) à 63ª Expedição à ISS, durante a qual e como se tem sempre verificado uma equipa de astronautas substituirá a equipa anterior (em 4 de julho de 2006 durante a 13ª Expedição à ISS, iniciando-se a transferência de astronautas de uma expedição para a seguinte): num total de mais de uma centena de astronautas (e não falando de outros visitantes, entre eles um brasileiro) de dez nacionalidades diferentes, maioritariamente norte-americanos (mais de 50) e russos (uns 40). Nesta 63ª Expedição à ISS com um astronauta norte-americano (Christopher Cassidy) e dois astronautas russos (Anatoli Ivanishin e Ivan Vagner) a chegarem à ISS a bordo da nave espacial  SOYUZ MS-16, para reiniciando-se o processo (com saídas da ISS e transferências entre expedições) renderem progressivamente  os seus colegas da 62ª Expedição – dois astronautas norte-americanos (Andrew Morgan e Jessica Meir) e um astronauta russo (Oleg Skripochka) com o seu voo de regresso à Terra programado para o próximo dia 17 de abril (próximo sábado). E tal como a NASA afirmou com a viagem TERRA/ISS a ter corrido bem, depois e como desde sempre efetuado, com os astronautas a terem cumprido um longo período de quarentena (não especificamente, por causa da pandemia de Covid-19).

 

(imagem: NASA/GCTC/Andrey Shelepin)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:39


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.