Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

28
Mai 18

Só a ausência total de movimento e de presença eletromagnética (consubstanciadas na Matéria e na Alma) ‒ seja o objeto/imagem de base Mineral ou Orgânica uma certa impossibilidade dado o contexto Infinito ‒ poderá levar-nos a pensar o contrário de Lavoisier: ou seja “Na Natureza tudo Nasce e tudo se Morre, nada Evolui”.

 

Dispostas como folhas secas de uma árvore

Suspensas provisoriamente no ar

Mas prestes a quebrar e a tombar,

 

Estas finas camadas de rochas

Sobrepostas sobre uma estrutura central

E aqui numa sua visão superficial,

 

Sugerem-nos um Outro Mundo

Não de Base Orgânica

Mas de Base Mineral.

 

2056MR0109020000903636E01_DXXX.jpg

MARTE ‒ CRATERA GALE

OPPORTUNITY ROVER ‒ SOL 2056

MASTCAM RIGHT ‒ 19 MAIO 2018

 

Quando nos pomos a olhar para uma imagem distante de um mundo situado no Espaço para além dos domínios da Terra (do nosso Ecossistema Terrestre e da nossa acompanhante a Lua),

 

‒ Como é o caso do mais distante Planeta (Interior) Marte localizado a uma distância média do Sol de 230 milhões de Km

 

A primeira coisa que procurámos (talvez sendo algo de inato e de profundo e ligando-nos às nossas origens) é sempre algo que associe essa imagem em questão (e certamente impressa na nossa Imaginação) com uma outra imagem mas numa outra projeção, tendo como cenário a Terra mas aí com uma (grande) intrusão: a Vida.

 

frase-na-natureza-nada-se-cria-nada-se-perde-tudo-

 

E se na Terra o aparecimento da Vida (orgânica) teve obviamente origem numa Estrutura Central de base Mineral,

 

(que conjuntamente com a Água ‒ o dissolvente ‒ se traduziu na constituição da esmagadora percentagem do corpo da maioria dos seres vivos ‒ incluindo o Homem ‒ movimentando-se num Espaço/Tempo sucessivamente replicado e gerido por Impulsos Eletromagnéticos)

 

Porque não pensar que em Marte mesmo vendo-o hoje (século XXI) como um planeta seco, morto e sem vida, num passado remoto (talvez de 2/3 biliões de anos) e numa outra fase da sua evolução,

 

‒  Não coincidente (cronologicamente) com a nossa ‒

 

O mesmo (Marte) terá dela (Vida) usufruído num Testemunho Idêntico (ao nosso) ou então algo diferente, no mínimo (por associação) semelhante. Podendo um deles ser o Objeto, o outro a Imagem e o Espelho sendo a Tela.

 

(imagem: nasa.gov e kdfrases.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:27
tags: , ,

Maio 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13
15
16
18

20
22
24



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO