Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Global: Alerta-Galinha!

Domingo, 23.05.21

Numa nota informativa de carater urgente, motivada pelo aumento do número de casos de salmonela registados nos EUA, a declaração emitida pelo CDC ─ Centro de Controlo e de Prevenção de Doenças, Norte-Americano (uma agência governamental ligada à área da Saúde) ─ pedindo às pessoas para “Deixarem de beijar e de abraçar as Galinhas”.

348cc46d0b17b89310d23ca56039562d.jpg

Com o apresentador da FOX Tucker Carlson a convidar

uma entusiasta destas aves/galináceos Tiara Soleim,

para ridicularizar a tomada de posição do CDC

no fundo mais um ataque às galinhas.

 

E em anexo solicitando ainda para deixarem de comer e beber com elas ou perto delas (as galinhas). Deixando os “amigos dos animais” revoltados com mais esta discriminação racial ainda-por-cima exercida sobre uma das espécies mais explorada e castigada pelo Homem (os galos de capoeira/de cabidela, as galinhas transformadas em máquinas poedeiras, os pintos em frangos de aviário/de churrasco) ─ mas certamente compreendendo (pelo menos parcialmente, que remédio) a decisão do CDC ─ e por outro lado e referindo-nos ao Protagonista (a Galinha), deixando esta ainda mais de sobreaviso contra novas penalizações (e sofrimento) podendo vir a caminho. Depois deste surto epidémico de Covid-19 (afetando tudo e todos), colocando de novo todo o território norte-americano em alerta ─ casas e capoeiras ─ agora contra um Surto de Salmonela estando o “vírus” identificado e sendo bem visível, proliferando entre nós e sendo perigoso por extremamente estúpido (ajustando-se “mais ou menos” à nossa imagem): sendo esse veículo de transmissão e de infeção (introdução de doença) a “GALINHA-DE-SALMONELA”, ou seja, a portadora e hospedeira de tais bichinhos, na realidade uma BACTÉRIA ─ “um dos problemas mais alarmantes de saúde pública em todo mundo. (wikipedia.org)

galinhas.jpg

Forçados a isolar-nos dos animais da nossa espécie

e nalguns casos já tendo que sacrificar

alguns dos nossos animais de companhia (gatos, cães),

sendo agora a vez das galinhas, acusadas de transmissão de doença.

 

A partir de agora e tendo estado impedidos e ainda estando de nos beijarmos, de nos abraçarmos e de nos tocarmos ─ motivado pela Pandemia tendo já infetado mais de 000 milhões de pessoas e vitimado mortalmente perto de 0 milhões em todo o Mundo ─ por um período ultrapassando já um ano (no mínimo uns 15 meses), acrescentando ao rol já bem extenso de impedimentos/proibições/censuras (que até já sugeriu e conseguiu nalguns lados, o abate injustificado mas legal de animais domésticos, como pretensa medida preventiva contra o contágio Covid-19), outro animal que nos acompanha desde o início da “nossa viagem por esta Terra”, como companheiro (apoio psíquico, podendo ser um animal de companhia) e como alimento (apoio físico, tirando-nos a fome). Sem culpa das galinhas (por terem salmonela) mas fazendo parte da solução do problema (criado pelo Homem, com a sua sobre-exploração) virando de novo vítimas (infelizmente o seu destino), ostracizadas e abatidas e sendo conhecidos os suspeitos. E dos mais de 160 casos detetados de salmonela em humanos nestes quase três últimos meses em território norte-americano (e estando os casos em crescimento), mais de 20% tendo de ser internados.

(imagens: Fox News ─ adoramt.com.br)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:53


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.