Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

22
Jun 14

“Quem não se lembra do episódio histórico da última Guerra no Iraque – num espectáculo patrocinado pelo último herdeiro da dinastia Bush e contando com o apoio nacionalista e em directo (para o caso de existirem qualquer tipo de dúvidas) da inquestionável CNN”?

Na caça ao ditador árabe e às suas inexistentes armas de destruição maciça – num safari contando com a participação de predadores como Blair, Aznar e Barroso (todos muito bem recompensados) – e que terminou com mais de 1.000.000 de vítimas, um país quase que terraplanado e petróleo ao preço da chuva.

 

Ataque com carro bomba na capital do Iraque – com mortos civis

 

Um dos inúmeros atentados registados em Bagdade (este ocorrido no mês de Março) sempre com um número elevado de vítimas entre a população civil – 30 mortos e 140 feridos. Só no ano passado foram registadas quase 9.000 mortos e este ano até Fevereiro, o número já ia em 1.400 (para já dentro da anterior média anual).

 

    

Militantes do Estado Islâmico da Síria e Levante/ISIS/ISIL – e campanha nos media

 

Com fortes ligações aos sunitas e à organização terrorista da Al-Qaeda e equipados com material novo de combate de origem norte-americana (na imagem transportando prisioneiros abatidos a sangue frio ou a caminho disso) desviado recentemente da Síria. Dando-se ainda ao luxo de gozarem nos media com os seus imprevistos fornecedores.

 

    

Combatentes armados ligados ao clérigo e líder xiita Moqtada al-Sadr – dois grupos

 

Estes grupos militarizados desfilam na cidade de Sadr City (um dos distritos de Bagdade) e na cidade de Kerbala situada mais a sul da capital iraquiana. Relembre-se que duas das principais correntes maioritárias entre a população iraquiana ou apoiam os sunitas (em menor número mas que detiveram o poder com Saddam Hussein) ou os xiitas (mais numerosos e com os seus grande baluartes a sul como Basra).

 

Lança-foguetes fabricado nos USA em território sírio e agora a caminho do Iraque

 

Referindo-me aos dois produtos aqui apresentados – o de formação ideológica representado pelo sujeito/homem e o de aplicação militar representado pelo objecto/arma – teremos que concordar que a estratégia dos Estados Unidos da América na defesa dos seus interesses particulares no mundo exterior tem uma eficácia verdadeiramente espectacular, particularmente quando se trata de aniquilar até às suas infra-estruturas básicas uma sociedade inteira destruindo toda a sua memória e cultura e ai instalando o reino da selvajaria. E no meio do caos instalado ninguém liga aos criminosos e ladrões.

 

E ainda temos que ouvir um especialista da CNN a referir-se ao grupo islâmico ISIS, como sendo apoiado e patrocinado pelos sauditas e pelos russos – como se os russos estivessem tão bem familiarizados com os sauditas e com a família Bin Laden como é o caso reconhecido da família Bush. É que os Diabos não se medem pela cor nem pelo tamanho dos seus cornos!

 

(imagens/excepto a última – e alguns dados RT/Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:07

Junho 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
18
20

27

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO