Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

06
Mar 20

“Com os únicos alienígenas presentes nas imediações

(bastando para tal ver como nos tratamos e à Terra,

como se ela não fosse nossa e estivéssemos aqui de visita − será?)

a sermos nós!”

 

Com a ISS movimentando-se a pouco mais de 7,6Km/s e a 420Km de distância da Terra, sobrevoando o seu lado iluminado a nordeste da Austrália.

 

Screenshot_2020-03-05 Live_ISS_Stream.jpg

DIA na ISS

Figura 1

Sobrevoando o Pacífico e deixando o Sol para trás

(a caminho do lado não iluminado da Terra)

 

Cumprindo a sua órbita em volta da Terra em pouco mais de 90 minutos (92/93) e de momento (fig. 1) sobrevoando o Oceano Pacífico, a caminho da ponta sul do continente Americano.

 

Screenshot_2020-03-05 Live_ISS_Stream(1).jpg

NOITE na ISS

Figura 2

Sobrevoando o Atlântico e a caminho de África

(já do lado não iluminado da Terra)

 

E perto das 22:00 (hora de Lisboa) interrompendo-se a transmissão, mas apenas por segundos e s/ nada de estranho à vista (como UFO’S c/ ALIEN’S). Momentos depois (fig. 2) a noite.

 

Screenshot_2020-03-05 Live_ISS_Stream(2).jpg

DIA na ISS

Figura 3

No Índico a caminho do Pacífico e ainda do Sol

(de novo no lado iluminado pelo Sol)

 

Viajando no interior do lado temporariamente não iluminado da Terra ficando tudo escuro (o ecrã do monitor) tendo para a obtenção da próxima imagem de esperar ainda uns momentos   até voltarmos de novo a ver a ISS (fig. 3) passar (sobrevoando-a) ao lado (da Austrália).

 

Por volta das 23:00 (hora de Lisboa) sem que nada de estranho se percecione (UFO/ALIEN) e cumprida mais uma órbita da ISS à Terra: aqui a uma V = 7,6Km/h e a altitude de 420Km (igual à volta anterior).

 

0f5a3cd3-478e-4def-a718-520ebe372956.jpg

Um corte neste Live Feed da NASA

Figura 4

Objeto misterioso nas imediações da ISS

(podendo ser um meteoro e cortado, alimentando conspirações)

 

Ao contrário de tantos e tantos outros já tendo encontrado a presença de objetos (mais ou menos) estranhos, antes vendo-os a partir da Terra agora a partir da ISS (fig. 4): e eu, nada!

 

E já dentro de poucos momentos com a colocação de milhares (ou dezenas de milhares) de satélites em órbita em redor do nosso planeta (SPACEX de ELON MUSK) deixando de estarmos sós, mas acompanhados e vigiados (monitorizados) por uma espécie de sucata agora presente nos céus (não sendo Deus): talvez umas espécies de minas a utilizar contra ET’S.

 

(imagens: ISS/NASA e NASA/Live Feead/youtube/newsmax.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:29

Março 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO