Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



ISS ─ Por impacto: à "deriva" e posteriormente recolocada

Terça-feira, 03.08.21

Tendo sido marcado para o passado dia 30 de julho de 2021 o 2º teste da missão orbital STARLINER da NASA (agência espacial governamental),

51344290465_6e8fea6af6_k.jpg

STARLINER

 

─ Contando com a colaboração da BOEING e da UNITED LAUNCH ALLIANCE (iniciativa aeroespacial privada) e com o 1º teste do STARLINER tendo ocorrido em 20 de dezembro de 2019 e sido concluído a 22 de dezembro (com o regresso da nave), mas devido a problemas técnicos surgidos, não tendo acoplado à ISS (o seu objetivo principal)

Depois de mais de ano e meio de interregno sobre o 1º teste, foi com alguma admiração dado não se conhecer o motivo (da decisão), mais um adiamento da missão agora para o dia 3 de agosto (esta terça-feira):

Não se conhecendo qualquer tipo de problemas técnicos podendo afetar a concretização com êxito da missão (colocar o STARLINER em órbita, acoplar à ISS e depois regressar à Terra), pelo que a razão de mais este adiamento teria que ser de origem exterior (ao STARLINER).

Só por esse motivo se ficando a saber de algo que noutro contexto provavelmente nunca saberíamos, quando muito “ouviríamos falar”, provavelmente pela boca de algum adepto das “Teorias da Conspiração”, logicamente ninguém lhes dando credibilidade:

Só que de facto algo se tendo passado e ocasionalmente (“acidentalmente”, sendo muitos a frequentar a ISS), sido divulgado.

International_Space_Station_after_undocking_of_STS

ISS

 

A 29 de abril tendo havido um incidente na acoplagem do transportador do novo módulo (russo) ─ o NAUKA ─ à Estação Espacial (aumentando-lhe a área interna), aquando dessa operação de junção (módulo NAUKA à ISS) com os motores auxiliares do transportador a arrancarem “inopinadamente” e a “empurrarem literalmente” a ISS para um ângulo orbital fora do estabelecido, podendo colocar a ISS em perigo:

Felizmente tendo-se conseguido controlar a situação, recolocando-se de novo a ISS na sua órbita e ângulo pré-definido, concluindo-se a instalação do novo módulo e abrindo-se de novo a janela para o novo teste do STARLINER: para amanhã (terça-feira, 3) e com esta porta estar aberta até ao dia seguinte (4 de agosto).

Um incidente entre tantos outros nunca reportados, mas passados na Estação Espacial Internacional, exposta completamente às ações do Espaço dado não estar protegida pelo nosso “manto protetor atmosférico”, podendo ter consequências ainda mais graves (nos astronautas a bordo) estando do “lado de fora” a cerca de 400Km de distância “lá no ar”, difícil para qualquer ser humano de alcançar.

132ca337a58ac7d976b95a5d681a4e17.jpg

NAUKA

 

Um impacto podendo causar danos pontuais (mas graves) ou mesmo estruturais na ISS (sendo mais violento),

─ Estação Espacial Internacional fazendo em 20 de novembro de 2021, 23 de anos de idade e estando a não muitos anos da sua “reforma” (com os chineses a já terem a sua Estação Espacial e com os russos já tendo iniciado a construção da sua)

Sabendo o que ela e os seus astronautas já sofrem impactados diariamente por “entidades invisíveis” ─ como e entre outros os raios solares e os raios cósmicos ─

E por outras bem visíveis (como partículas circulando a grande velocidade e “perfurando” a ISS), se não impactando pelo menos (sendo vistas) andando por lá ─ dando crédito às informações da presença de objetos (misteriosos, desconhecidos, nunca confirmados oficialmente) espiando do Espaço exterior próximo à ISS.

Para o Pentágono talvez podendo ser UAP’S.

(imagens: Joel Kowsky/NASA ─ Wikipedia/NASA ─ Gizmodo/NASA)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:28


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.