Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

02
Out 19

“Com os russos despachando abruptamente

as suas reservas em “dólares e libras”

e optando por “yuan, euros e OURO.”

 

800px-CBRF.png

 

Olhando para o gráfico (The Central Bank of the Russian Federation/rt.com) associado a um documento recentemente publicado pelo Banco Central da Confederação Russa (CBR)

 

− E referindo-se ao período (de 1 ano) indo de 31.03.2018 a 31.03.2019

 

Sendo fácil de constatar o caminho já iniciado pelas Grandes Potências Mundiais Emergentes como a RÚSSIA e como a CHINA (e já sendo seguida por outros países sobretudo regionais, como será o caso da ÍNDIA), tentando libertar-se da Guilhotina do Dólar (sustentada pelas suas extraordinárias Impressoras e pelo poderio avassalador Militar Norte-Americano) procurando soluções alternativas e viáveis para se poderem movimentar sem coações (sansões unilaterais e desrespeitando diretivas da UN) e em liberdade no Mercado Global:

 

Substituindo progressivamente (e com o objetivo de as tornar cada vez mais irrelevantes) as suas reservas em DÓLARES − anteriormente a referência Padrão (imposta pelo Banco Mundial, pelo FMI, pelos EUA) − diversificando a aplicação e investindo noutras moedas, mas sobretudo substituindo as mesmas por metais preciosos como o é (entre outros como a Platina, a Prata e até o Cobre) o OURO.

 

5d94655020302715422fad1d.png

 

Não optando pela Opção Militar (pelo menos para já e dado o poderio norte-americano) e deparando-se com uma Guerra Económica declarada pelos EUA, naturalmente com o Grande Bloco Oriental constituído pela dupla CHINA-RÚSSIA e claramente Económica e Financeiramente em ascensão (ao contrário do que os sinais presentes indicam para o futuro do Grande Bloco Ocidental, apontando para a Queda do Império Norte-Americano, a sua base única de sustentação), desligando-se da referência Dólar (na realidade não passasse na troca de papel) e optando por uma correspondência real, material (como será o caso dos metais preciosos e de muitas outras matérias-primas) – e não apenas as derivadas da madeira, cada vez mais parecendo (até pela adoração) santinhos não de madeira, mas de papel”.

 

E ainda não optando pela para muitos ainda enigmática BITCOIN (o que não quer dizer que já não existam aplicações nesta moeda tanto no Ocidente como no Oriente e pelo contrário, só não o sendo oficialmente) com a Confederação Russa no que toca às suas RESERVAS a trocar o DÓLAR e a LIBRA (de quase 52% descendo para pouco mais de 30%), pelo YUAN, o EURO (com a Europa chegando-se cada vez mais à China) e o OURO (de cerca de 44% subindo para quase 63%).

 

E no meio disto tudo (e apesar de todos os Alarmes e de tantos Sinais) o que fazem os EUA (para além de se denegrirem interna e externamente)?

 

(imagens: wikipedia.org – CBR/RT/rt.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:38

Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9



27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO