Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

10
Abr 18

Como num país Profanado por todos os lados por uma Corrupção Generalizada (com tradição nas suas Elites e nos seus Militares) o primeiro Preso Político é um ex-Presidente (oriundo de estratos sociais baixos ou seja dos pobres) e tudo por causa de um apartamento tríplex (de luxo, claro): e sem um único comprovativo a não ser o testemunho de um premiado (pelo Juiz interessado não pela Justiça) depois de negociado e consequentemente arrependido.

 

Triplex-de-Lula-e-mariza.jpeg

Localização do tríplex dito de luxo localizado no litoral de São Paulo

(mantendo-se ainda em nome da construtora)

Que levou um Presidente à Prisão

 

Num país declarando a sua Independência em 1822 (sendo reconhecido como tal em 1825 e proclamando-se como Republica em 1889) – vai fazer este ano 196 anos – e atualmente com uma população estimada em cerca de 208 milhões de pessoas, Luiz Inácio Lula da Silva torna-se (segundo dados do Diário do Nordeste) no 7º Presidente brasileiro a ser preso: ou seja entre os 35 Presidentes que o Brasil teve até hoje 20% deles acabaram na cadeia. Levando-nos logo a pensar como justificação (errada) a Corrupção, associando Lula como Presidente e o motivo da sua prisão. E ignorando a origem (pelos vistos Infernal) de uns e os direitos adquiridos (pelos vistos Divinos) de outros, de modo a nunca se misturar corrupção ativa (a origem deste facto) e corrupção passiva (utilizada por extrema necessidade).

 

Nessa lista se integrando (durante o século passado) Hermes da Fonseca, Washington Luís, Artur Bernardes, Café Filho, Juscelino Kubitschek e Jânio Quadros e ainda (já neste século XXI) Luis Inácio Lula da Silva: presos por circunstâncias diversas (mas essencialmente políticas e ideológicas e/ou de ordem militar) uns ainda no ativo outros não (como Presidentes) mas nunca e diretamente por motivo único e básico ligado à corrupção (fosse ela ativa ou passiva). Ainda-por-cima com Lula acusado de corrupção, julgado e preso num tempo record e afastado da sua reeleição (liderando até ser preso as sondagens para as Presidenciais de 2018): julgado e condenado (devendo ser um Marco Histórico no Brasil) por um delito comum envolvendo um Tríplex de luxo (em Guarujá no litoral de São Paulo).

 

15307424.jpeg

O empreiteiro Léo Pinheiro que por delatar o ex-Presidente Lula da Silva

(recorrendo como prova à sua agenda pessoal)

Escapou à prisão com ajuda do Juiz do processo Sérgio Moro

 

Um país grandioso reconhecido como tendo a maior concentração de floresta (a Amazónia) e de vida selvagem (desde a mais variada fauna até tribos perdidas de humanos), rico na diversidade de raças (presentes e convivendo bem entre elas) e de proveitosa matéria-prima (desde a madeira ao petróleo) e no entanto tendo ao longo da sua História sido vítima das suas elites militares como políticas – criando na sociedade brasileira uma estrutura central (esqueleto) bem distorcida (de repartição de dividendos e de poder) constituída por um grupo de miseráveis (grande), outro de sobreviventes (enorme) e uma minoria de usufrutuários (os inevitavelmente sendo “vítimas” da corrupção):

 

Juntando os dois primeiros tendo-se o grupo representativo dos pobres (esmagador), restando para o outro grupo os nossos (ditos) representantes – para a desacreditação da Política e dos mesmos, manipulando (para seu benefício paternal, exclusivo, oportunista e estratégico) a Justiça.

 

_100774337_gettyimages-943064896.jpg

Luiz Inácio Lula da Silva

(35ºPresidente do Brasil no período 2003/11)

Condenado a cerca de 12 anos p/ causa de um apartamento

 

Daí assistirmos a um processo judicial (em torno de Lula e de um apartamento Tríplex) com origem, desenvolvimento e aplicação, unicamente tendo como alvo um objetivo estritamente político (destruindo um ex-Presidente e tentando-o impedir de o voltar a ser) – misturando Política e Justiça tal como o fazem as ditaduras – e acima-de-tudo deixando-nos estupefatos pela construção sem qualquer tipo de prova factual de tal processo (uma única assinatura ou comprovativo) dirigido (como em piloto automático) desrespeitando tudo aquilo que a Justiça devia respeitar: para além dos deveres (e aí entra em última instância o tribunal) conhecer e ter a obrigação de defender os direitos de todos os cidadãos ricos ou pobres e originários da elite ou das camadas mais desprotegidas.

 

Não sendo decente querer acusar-se alguém sem qualquer tipo de prova (nem que fosse a presença de Lula de alguma forma ou feitio no Tríplex) e na falta da mesma (por mais minúscula que fosse e a que condenação pior/melhor se dirigisse), tentar arranjar-se alguém para o apontar e premiando-o condenando o arguido/acusado/condenado à prisão: com uma espécie de arrependido face a uma boa recompensa a “acusar um a pedido de outro” e satisfeito o pedido com o juiz (o impulsionador de tal ato) tornado acusador a ser também o julgador e o condenador. E sendo fantástico (em termos de total incredibilidade) como tudo isto se passa sem nada se passar como contrarreação. Corrupção generalizada e Eleições já à vista (já com um Presidente não eleito na Presidência do Brasil)!

 

(imagens: atosnoticias.com.br/uol.com.br/Getty)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 16:25

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Abril 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
18
21

22
25
27



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO