Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Luzes de Marte

Terça-feira, 16.07.19

Num planeta aparentemente MORTO (se comparado com a TERRA) sem presença de VIDA ORGÂNICA (visível) ou de MEIO AMBIENTE que a suporte (como por exemplo possuindo uma Atmosfera) − naturalmente que pensando em nós (no HOMEM) e na possível Descoberta de Outros Mundos – todos os fenómenos contrariando a sua atual situação evolutiva sobretudo envolvendo algum tipo ou forma de Movimento (característica básica de tudo o que está Vivo) − para além e como é óbvio, contando igualmente com a presença de Energia e de Matéria (E=MC²) – levantarão desde logo o aparecimento de dúvidas (mais pesadas/materiais e/ou mais leves/existenciais) e a colocação em causa de determinadas certezas (como o da delimitação, entre Vida e Morte):

 

NRB_613927069EDR_S0760832NCAM00595M_.JPG

Marte − Curiosity Rover − NASA

SOL 2438 − 16 Junho 2018

(sobre a superfície uma luz planando à direita)

 

Num planeta Morto e por definição sem Movimento (visível em primeiro plano e a curta distância) e utilizando os nossos Órgãos dos Sentidos (validando o testemunho) sendo surpreendidos pela presença de um elemento estranho por desenquadrado, apontando para um outro cenário não estático, mas dinâmico (Evolutivo), apresentando-se sob a forma de um foco de LUZ (Vida).

 

Segundo os especialistas “com a Luz presente nas duas imagens” resultando do cintilar de uma rocha sobre a ação dos raios solares ou então da ação de raios cósmicos incidindo sobre o detetor fotográfico.

 

Se não demonstrando a existência de Vida (como será o caso dos DUST DEVILS envolvendo movimento, não necessariamente a presença de organismos vivos) pelo menos deixando no ar uma pequena dúvida presente, passada ou mesmo futura:

 

PIA18077_hires.jpg

Marte − Curiosity Rover − NASA

PIA 18077 − 3 Abril 2014

(saindo da superfície um foco de luz à esquerda)

 

Sobre a possibilidade de nalgum momento da cronologia marciana a Vida poder ter estado presente.

 

Em duas alturas distintas com dois focos de luz a serem bem visíveis sobre a superfície do planeta Marte, sugerindo aí a presença de algo mais que não e apenas a do Mundo Mineral (sendo o Homem o resultado da fusão do Mundo Mineral com o Mundo Orgânico, “catalisado” por um Terceira Entidade):

 

Alternativamente podendo ser de origem artificial (alienígena e/ou por erro de interpretação), ou sendo de origem natural, sendo referido como um extra (podendo ser o “Tal” Sinal).

 

(imagens: NASA)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 14:31


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.