Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

20
Abr 18

Mais Caótico (desalinhado) ou Ordenado (alinhado)

 

Duas imagens recentes da superfície marciana (Marte o derradeiro Planeta Interior),

 

PIA22372.jpg     PIA22373.jpg

Osuga Valles (PIA 22372) e Sacra Fossae (PIA 22273)

(respetivamente em 05.01.2018 pelas 06:57 e pelas 09:06)

Missão 2001 Mars Odyssey/Intrumento Themis

 

Mostrando-nos dois cenários de um mesmo ambiente por qualquer motivo entrando em colapso (final) há uns biliões de anos (como o demonstra o seu aspeto à distância, seco, nu e desértico) –

 

Que podendo ter no passado (muito longínquo) um aspeto semelhante ao da Terra até mesmo contendo uma atmosfera e uma parte da sua superfície coberta de água (por um oceano parecido mas de menor dimensão),

 

– Como muitos indícios parecem sugerir, indicando a possibilidade de existência de água (e representantes do Mundo Mineral) e a probabilidade de numa das suas etapas cronológicas (da Evolução de Marte) aí ter existido algum tipo mesmo que primitivo de representantes do Mundo Orgânico

 

Hoje se nos apresenta como um planeta (vizinho) sem sinais visíveis de Água (algum gelo à superfície nos polos ou em depósitos subterrâneos), sem rastos por mínimos que sejam (mesmo que de movimentos reduzidos) de que por lá alguma vez terá existido Vida (nem micro-organismos, nem fósseis), praticamente sem atmosfera (protetora) e completamente exposto às ações exteriores (raios solares, raios cósmicos, meteoritos),

 

– No fundo aparentemente Morto e apenas se limitando a Rodar –

 

E que no entanto e apesar de todos estes aspetos negativos pelo mesmo (Marte) a nós apresentado (Homem), em vez de nos afastar ainda mais dele (dado o seu Ambiente para o Homem Tóxico e Mortal) parece cada vez mais vincadamente (para já e para quem procura, inexplicável e misteriosamente) nos atrair mais na sua direção:

 

Talvez por ser dos Planetas Interiores (à Cintura de Asteroides) o mais afastado do Sol (logo a seguir à Terra) e dos dois corpos celestes mais falados e imaginados (a Lua e Marte) o menos conhecido e deles (abandonada a Lua precocemente), sendo o mais fascinante (desde sempre falado e igualmente imaginado com vida e com canais) e o mais desejado.

 

Com viagens previstas na sua direção para já apenas com sondas (automáticas e com rovers) e sem tripulação.

 

Mas com os EUA (setor governamental e privado) e a Rússia (setor governamental) a já terem missões planeadas e tripuladas para Marte: inicialmente criando condições básicas (de instalação e de segurança) e de seguida enviando os Humanos na sua direção – para Conquista e Colonização. Mais tarde transformando Marte (assim como a Lua) num Entreposto Espacial: abrindo-nos ainda mais as portas do Espaço e do Tempo (do Universo).

 

Na imagem relativa aos Vales OSUGA (capturada durante a 71.243ª órbita ao planeta Marte da sonda 2001 Mars Odyssey) de coordenadas -15,2⁰/latitude e +321,6⁰/longitude, observando-se uma rede de canais localizado nas proximidades de EOS CHASMA;

 

Já na imagem das fossas de SACRA (capturada durante a 71.244ª órbita da sonda a o planeta) de coordenadas +17,7⁰/latitude e +288,3/longitude, deparando-se com um agrupamento de depressões lineares (entre linhas retas) localizadas na parte ocidental da planície LUNAE (Lunae Planum).

 

(imagens: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 10:51

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Abril 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

16
18
21

22
25
27



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO