Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Marte Também Tem Nuvens

Segunda-feira, 31.05.21

[E um dia terá marcianos, mesmo que adotados ou de outra geração.]

“E tendo Vida Mineral, Água e Oxigénio, só faltando mesmo Vida (Orgânica).

Talvez primitiva, subterrânea, “igual ou diferente” tanto faz.”

Olhando para esta imagem oferecida pelo ROVER CURIOSITY apresentando-nos o Monte SHARP e revendo na TV simultaneamente e por mera coincidência o filme apocalíptico 2012, notando por evidente e por repetição a existência de um traço comum entre estas duas situações, mesmo que uma delas seja uma realidade e a outra um produto da nossa imaginação.

PIA24661.jpg

Marte

Movimento de nuvens sobre o Monte Sharp

(Curiosity Rover ─ 19.03.2021 ─ PIA24661)

 

Quanto ao filme 2012 apresentado como uma obra de ficção ─ apesar de inspirado em fontes antigas, tendo existido (a Civilização que as sustentou) e podendo até num extremo de análise ser consideradas aceitáveis (apesar de as considerarmos pouco credíveis, antecipando-se no tempo por previsão) ─ sendo um produto da nossa Imaginação podendo ter ocorrido ou vir a ocorrer (em nenhum dos casos deixando de ser real) mesmo que, limitando-se à simples ameaça (inerente à mesma),

Assim como, pensando-se em tudo o que se diz e se comenta no que diz respeito ao planeta Marte e a certas características suas (por acaso relacionadas com as características da Terra) podendo ser comparadas com aquelas com que nos confrontamos todos os nossos dias na Terra ─ como será o caso das nuvens envolvendo o nosso planeta, existindo dada a presença da essencial e protetora atmosfera ─ inicialmente negando-se a sua existência em Marte (para os crentes, sendo uma miragem) e agora (tornadas real) expondo-as, podendo-nos tal como no caso anterior questionar “agora e porquê?”,

Tendo-se de concluir que tal, sendo uma situação comum de surgir podendo no decorrer do processo (de envolvimento/condicionamento/aceitação) provocar alguma preocupação ─ até por um desconhecimento parcial das consequências, podendo ser propositado e escondendo algo ─ para evitar esse receio (podendo ser crescente/negativo) podendo ser contraproducente e originando revoltas, não se antecipando a informação e delegando-a no tempo de modo a esta “Não causar Alarme” pelos vistos (como se já estivéssemos condenados, lobotomizados) sendo desnecessário.

PIA24622.jpg

Marte

Nuvens movimentando-se sobre o Monte Mercou

(Curiosity Rover ─ 19.03.2021 ─ PIA24622)

 

No caso do não tanto imaginário como se pensa (um dia podendo ser realidade) filme apoclítico 2012, não se avisando a Humanidade do seu fim próximo e amplamente anunciado (não havendo como e para onde se fugir) para não provocar alarme e no caso das “inexistentes mas presentes nuvens de Marte” (sejam elas constituídas do que forem, até podendo conter água) negando a presença no céu de Marte das mesmas, talvez pensando que com essa confirmação, poderíamos desde logo (o desvalorizado/inexistente/estúpido, público em geral) pensar na existência de outras coisas incluindo Extraterrestres e desse modo, por impreparação e inadaptação (havendo outros para além de nós e de Deus) podendo entrar em crise/colapso total.

E num Mundo cheio de questões por responder, surgindo a dúvida (mais uma) de, “porque em vez de nos protegerem, escolhem sempre a opção, de nos esconderem” e mesmo assim, havendo ainda alguém aqui ou mesmo por ali, a inventar e nos proporcionar algo? Será que alguns de nós, somos impregnados? Nem se podendo questionar (não tendo até hoje e que eu saiba visto nenhum) os marcianos.

Realidade e Ficção complementando-se ─ formando um todo, um coletivo (daí derivando a Imaginação, não como um subproduto da realidade, mas como um produto paralelo e coincidente) ─ integrando a projeção que em conjunto e nas mesmas coordenadas, usufruímos e partilhamos.

(imagens: photojournal.jpl.nasa.gov)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:01


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.