Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

18
Mar 21

"Atmospheric escape clearly had a role in water loss, but findings from the last decade of Mars missions have pointed to the fact that there was this huge reservoir of ancient, hydrated minerals whose formation certainly decreased water availability over time."

(Bethany Ehlmann/sciencedaily.com)

 

210316132106_1_900x600.jpg

Marte

 

"All of this water was sequestered fairly early on,

and then never cycled back out."

(Eva Scheller/sciencedaily.com)

 

Afinal de contas e contra todas as opiniões até agora consideradas como mais científicas e credíveis, com um grupo de investigadores do Instituto de Tecnologia da Califórnia ─ CALTECH ─ colocados perante a questão “O que aconteceu à água em Marte?”, depois de vários estudos e análises sobre o solo e atmosfera marciana (dados recolhidos pelas várias missões norte-americanas ao Planeta Vermelho), tendo chegado à conclusão de que a água no passado (extremamente remoto) tendo aí existido, não terá escapado a 100% para o Espaço: 30% a 99% dessa água tendo sido “sequestrada no interior de minerais” constituindo a crosta marciana (em profundidade e em reservas subterrâneas). Numa história geológica (atmosférica, biológica, líquida, etc.) marciana deste planeta cor-de-ferrugem com cerca de 4 biliões de anos, com esse líquido tão precioso para o Homem constituindo-o como ao seu planeta em quase a 70% ─ a ÁGUA ─ podendo ter existido no 4º planeta a contar do Sol, até cerca de 3 biliões de anos no seu passado (num período de uns 0,5/1 bilião de anos): há mais de 3 biliões de anos com o planeta Marte apresentando outra cor (mais para o azul) devido à presença desse líquido, com o mesmo estendendo-se pela sua superfície formando rios, lagos e até oceanos ─ em tal volume (quase equivalente a 1/2 do oceano Atlântico) podendo cobrir todo o Planeta Vermelho com um oceano de profundidades entre 100m e 1.500m. Em menos de 1 bilião de anos ficando como o vemos hoje, ajudando-nos a concluir com mais certezas a inexistência de marcianos (só se fugiram a tempo por exemplo para a Terra, sendo nós os terrestres os seus mais diretos descendentes) ─ talvez de outros organismos certamente mais primitivos.

 

[sciencedaily.com/releases/2021/03/210316132106.htm]

 

(dados/imagem: sciencedaily.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 12:56

Março 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO