Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mega Cometa Bernardinelli-Bernstein, recordando Lucy

Sábado, 03.07.21

Agora que nada acontece absorvidos como estamos por esta Pandemia (isolados de nós e dos outros), em alternativa às notícias internas de crise, de doença, de guerras e de morte (criando cenários de horror), deixando-nos ainda mais apáticos e indiferentes (por insistência, intoxicando-nos como uma droga),

dJpF8HQFw5o4rVcPa4qEV7-970-80.jpg

COMETA

Bernardinelli-Bernstein

(a 25 UA do Sol)

 

Surge agora a informação de que o maior cometa alguma vez nos tendo visitado (1000X mais maciço que um cometa comum) e na sua viagem atingindo o interior do nosso Sistema Solar (ficando-se um pouco para lá da órbita de Saturno), já tem a sua data de maior aproximação à Terra marcado para daqui a dez anos (em 2031):

Oriundo dos limites do Sistema Solar de uma região berço da esmagadora maioria de cometas que nos visitam (podendo existir outros como por exemplo, os extrassolares) ─ a Nuvem de Oort (fonte de triliões de cometas) ─ encontrando-se de momento a cerca de 20UA de distância do Sol e chegando o mais perto de nós a cerca de 11UA (de distância):

A_afarensis_Lucy_by_JohnGurche.jpg

AUSTRALOPITECO

Lucy

(fêmea adulta)

 

Designado como cometa C/2014 UN271 ou então como “cometa Bernardinelli-Bernstein” (nome dos seus dois descobridores), um objeto com um diâmetro variando entre os 100/200Km (cerca de 10X maior que um normal cometa) sendo considerado como um cometa-gigante, no entanto, dada a sua grande distância da Terra no seu perigeu (ponto da sua trajetória mais perto do Sol), não sendo visível senão recorrendo-se a telescópios (passando este a mais de 1500 milhões de Km da Terra).

Cometa Bernardinelli-Bernstein devido à sua órbita extremamente aberta percorrendo uma trajetória fazendo-o voltar de novo ao interior do nosso Sistema Solar passados cerca de 3 milhões de anos (sendo ele oriundo da Nuvem de Oort, localizada a cerca de 40.000UA de distância), por volta da mesma altura em que na superfície da Terra (na Etiópia) se movimentava um dos nossos antepassados mais célebres, o nosso antepassado humano (uma mulher) Lucy.

(imagens: space.com ─ earthsky.org)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:07


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.