Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

21
Mar 18

Como consequência do Aquecimento Global e das Alterações Climáticas (registadas um pouco por todo o Mundo) com Portugal a ser uma das suas muitas vítimas ‒ e com o fenómeno a revelar-se mais intensamente a sul (no nosso país), com a progressão imparável da desertificação, ultrapassado que foi (pelas areias do deserto do norte de África) o mar (a muralha virtual do) Mediterrânico.

 

No dia em que se inicia a estação da Primavera (21 de Março) a chuva parece ter abandonado temporariamente o território português, com o céu a apresentar-se geralmente limpo (à exceção dos Açores e da Madeira com céu nublado) mas por outro lado (como acontece nesta época sempre que o nível de precipitação diminui) com as temperaturas mínimas a descerem: com o fim da chuva regressando o frio particularmente no interior e no norte, no caso dos distritos da Guarda e de Bragança (segundo as previsões podendo ser os mais afetados) com as temperaturas atingindo valores negativos (- 3⁰C) e sendo colocados em Alerta (meteorológico) Laranja (com formação de geadas). E pelas 13:50 desta quarta-feira com a temperatura (em Albufeira) nos 15⁰C.

 

tag.gif

O tempo na Europa

 

Com a previsão a apontar para o dia de hoje períodos de chuva disseminados um pouco por toda a Europa ‒ do qual parece querer-se excluir (entre outras regiões) a Península Ibérica ‒ e com as temperaturas mais elevadas a sul (no Mediterrânico com Nicósia/Chipre com 24⁰C) registando-se a norte temperaturas de 0⁰C ou negativas (como os 0⁰C em Kiev/Ucrânia e os - 7⁰C em Arcangel/Rússia). Com os 15⁰C previstos para o Algarve (e logicamente para Albufeira) a serem uma indicação da razão porque muita gente (nacional e internacional) procura cada vez mais esta região (da Europa) na sua época dita Baixa, no tempo de frio no seu país (sobretudo da Europa do Norte e Central) procurando o Sol (o calor dos raios solares) e já agora a praia (e o mar) e a boa comida (na gastronomia algarvia com o peixinho à cabeça).

 

getpicture.jpg

Imagem de satélite/infravermelho

 

Quanto ao problema da água (e do seu aproveitamento) continuando o tema em discussão (como o da hipótese de construção de mais barragens) apesar deste (curto) período agora passado de precipitação, com muitas bacias hidrográficas a continuarem a apresentar valores abaixo dos níveis normais anteriormente registados (neste mês de Março): com a bacia do rio Ave a ser a mais beneficiada (passando de mais de 50% para 100%) e com a bacia do rio Sado a registar também aumentos significativos (aproximando-se dos 50%). Já quanto à situação no Algarve (e já agora Alentejo) ‒ recordando o período de seca extrema/severa que o território de Portugal continental atravessa ‒ e apesar da quantidade de chuva caída (nestes últimos tempos), com as barragens a Sul a continuarem bem abaixo dos seus níveis normais (este mês): no caso do Algarve sendo esse o caso das bacias do rio Arade e do Barlavento Algarvio, com a região envolvendo o rio Guadiana (mesmo aqui ao lado e fazendo fronteira com Espanha) a estender o problema ao vizinho Alentejo.

 

E já agora aproveitando para informar que iniciada a estação da Primavera, a Hora mudará no próximo fim-de-semana na passagem de sábado para domingo (de madrugada), com a hora a adiantar e a passar de 01:00 para 02:00 (menos uma hora para dormir).

 

(imagens: weatheronline.pt)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 15:37

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Março 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10



25
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO