Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



NASA.GOV ─ Ciência, Religião e ET’S

Quarta-feira, 29.12.21

[E para os Aéreo-Privados ─ Musk, Bezos, Branson e Associados ─ ficando os Dólares e as suas Viagens.]

“Acreditar em Extraterrestres,

não será apenas mais um impulso nosso,

de carater unicamente religioso?”

screenshot-105.jpg

Um padre e uns teólogos convidados pela NASA

(informando sobre possíveis reações nossas colocados perante um ET)

Já que não os encontra por aqui (o relatório recente do Pentágono, sendo um fracasso, não os levando a lado nenhum), nem pode ir à sua procura (tendo-se que contentar com sondas automáticas, não tripuladas) ─ retiradas as verbas do Estado à NASA, dirigindo-as para a iniciativa Privada ─ com a Agência Espacial Norte-Americana (governamental) tendo que fazer algo (de visível) apesar da redução extrema nos seus investimentos (na investigação, na experimentação tecnológica e científica), ficando agora mais tempo por terra (nos laboratórios, deixando o Espaço para a SPACEX) e arranjando-se com o pouco que sobrou, dedicando-se no presente a temas mais filosóficos e existenciais abrangendo áreas colaterais, desviando-se assim do seu verdadeiro trilho, a Exploração e a Conquista do Espaço ─ pelo Homem, tal como sucedido antes com os Oceanos, na época dos Navegadores.

a18ab17bb4874f933705286a86e49d2d.jpg

O Livro de Ezequiel

(mais uma prova da presença na Antiguidade de ET’S)

Entregando ─ os EUA, a Grande Potencial Espacial (talvez já estando a ser ultrapassado pela China) ─ as grandes viagens à iniciativa Privada (SPACEX, BLUE ORIGIN e VIRGIN GALACTIC), sabendo-se o interesse destas não tanto sendo científico mas predominante Comercial, necessitando rapidamente de dinheiro e de financiamento (para além do fornecido pelo Estado), em vez de planearem novas missões (à Lua, a Marte, a outros locais e objetos do nosso Sistema) investindo prioritariamente e nos primeiros tempos (de modo a faturarem) no Turismo Espacial: e em vez de assistirmos ao retorno do Homem à Lua passado meio século (nos anos 70 com as missões Apollo) ou e aproveitando o momento, partirmos para a nossa instalação (aí colocando os primeiros módulos de uma futura base), exploração e colonização de Marte (aí nos instalando e criando um entreposto espacial) ─ Planeta Vermelho, o grande objetivo do multimilionário norte-americano Elon Musk, que se saiba, só para lá tendo enviado até à data, um carro (Tesla) e um boneco (Starman), jamais alcançando o planeta ─ deparando-nos em sua substituição com uma sucessão de excursões mais ou menos alargadas, mas nunca excedendo os 400Km de distância da Terra (limite imposto pela ISS). A única companhia aeroespacial fazendo estes 400Km (800Km ida e volta) sendo a SPACEX, com a Blue Origin a ficar-se pelos 100Km e a Virgin Galactic parecendo mais um avião, nem isso.

3AA2QDC3XQI6JG6JA7MH6SEPMM.jpg

Contatos Terra/Alienígenas

Desde que o Papa Francisco afirmou, “se colocado perante um ET desejando ser batizado, fazendo-o de imediato”, colocando-se os ET como produtos da mesma criação, de Deus. Teoricamente aceitando-se, nem se perdendo muito tempo não o havendo, mas já agora como o receberia a nossa Civilização, cada vez mais tendenciosa e unilateral.

 

Quanto ao futuro próximo da nossa Exploração e Conquista do Espaço e entregue a “grande fatia de investimento” às Agências Espaciais Privadas, nos próximos anos e se o tempo e o espaço lhes sorrirem (aos Privados), podem-se desde já prever viagens turísticas em cápsulas orbitando a Terra e contemplando mesmo uma visita à ISS, para mais tarde se partir em viagens de maior duração até à Lua, indo e voltando, orbitando o nosso único satélite natural e até com um extra fazendo-se a tão desejada alunagem, saindo por momentos e dando um pequeno passeio num Mundo que não a Terra. E se as condições o propiciarem e eles ainda se lembrarem de nós (aqueles de que ninguém fala, consulta ou nem sabe da sua existência, a caminho dos 8 biliões) ─ certamente podendo-nos explorar um pouco mais oferecendo-nos, umas “goma-marcianas” ─ então daqui a mais algumas décadas talvez sejamos mais uteis para eles, mandando-nos aí para o Inferno de Marte para trabalhos de mineração.

9C77869F-AB47-4EBD-9488441A4336E9B3_source.jpg

Perdidos no Universo

Sem perspetivas internas ─ na Terra ─ nem mesmo hipóteses credíveis de saída ─ para o Espaço exterior ─ nos próximos tempos e sendo tão curta a nossa viabilidade, os ET’S talvez sejam ─ como um nosso reflexo ─ a nossa salvação, o nosso desejo desde sempre projetado ─ aqui noutros e à nossa imagem, os Alienígenas.

Neste contexto entregue o Espaço aos Privados e o resto à NASA e ainda-por-cima retirando unilateralmente um espaço antes entregue aos “teóricos da conspiração”, as questões ligadas “aos alienígenas, caso existissem”, acreditando-se num possível contacto futuro/próximo com extraterrestres, com os cientistas da NASA a chamarem a si e para consulta, padres e teólogos, especialistas em religião, tentando aí e com estes “especialistas” perceber o que sucederia para nós ─ no nosso interesse (ou não) ─ num contacto “terrestres-extraterrestres”. Chegando-se (os cientistas) a duas brilhantes conclusões (depois de ouvidos os religiosos): (1) as pessoas com um forte desejo de tentar encontrar o seu “Sentido da Vida”, mas não acreditando na “Religião” ─ numa solução Interna ─ acreditariam mais na existência de ET’S, aceitando-os mais facilmente (como se fossem a nossa reflexão externa, um “impulso”), (2) já outros igualmente num grande número, sendo Religiosos e sabendo que “descobertos os Extraterrestres, podendo tal evento terminar num evento ainda maior, um contacto direto e presencial” ─ estes receando uma solução externa ─ ao concretizar-se tal situação, podendo virar-se ainda mais para o seu interior (o interior da sua religião), isolando-se ainda mais (extremando-se os campos, podendo levar a confrontações).

(imagens: boingboing.net ─ bursahaga.com bostonglobe.com Izhar Cohen/scientificamerican.com)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:38


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.