Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

09
Mai 18

“Passada uma semana sobre o colapso de um prédio no centro de São Paulo (afetado por um incêndio num prédio vizinho) provocando um número ainda indeterminado de vítimas mortais (para já consideradas desaparecidas) é flagrante o contraste entre o tratamento informativo dado recentemente a LULA (o Político e o Sujeito) ‒ acusado de Corrupção ‒ e a Wilton Paes de Almeida (o Prédio e o Objeto) ‒ potencial acusado de assassinato.”

 

Morte-de-Lula-Novo-acordo-de-delao-vai-acabar-com-

1

Lula da Silva

Condenado por corrupção (apenas baseada nas palavras de um corrupto-arrependido, diminuindo-se-lhe a pena se acusando Lula), não fosse o caso ser maior, alastrar a muitos outros e levar toda a classe política (e talvez Judicial) brasileira à sua frente sendo presa.

 

Enquanto no Brasil um ex-Presidente é preso por ir à frente nas sondagens (para as próximas presidenciais) e por ter eventualmente recebido um apartamento de férias em troca de um outro favor (sem nunca o ter frequentado, sem uma única prova da sua posse ou qualquer tipo de documento assinado),

 

‒ Num país onde a corrupção é um hábito generalizado, movimentando-se num ambiente decadente e degradado misturando o Sistema Judicial e o Sistema Político (numa herança paralela dos tempos da ditadura militar brasileira, sobrepondo o Poder Militar ao Poder Civil)

 

Por outro lado e como consequência de um ato aparentemente involuntário mas certamente criminoso (no fundo o prédio em questão encontrava-se ocupado), parte de um prédio incendiou-se e outro vizinho colapsou (na cidade de São Paulo) provocando vítimas mortais (a esta hora apenas 2 e incluindo uma criança), mas até ao momento sem se indicar nenhuma entidade (individual ou coletiva) responsável pelo brutal incidente:

 

incendioemsp.jpg20180501080104-132a9144.jpg

2/3

O Edifício Wilton Paes de Almeida

Localizado em São Paulo e tendo colapsado após um incêndio ocorrido num prédio vizinho ‒ originando para já 2 mortos e cerca de 50 desaparecidos, num balanço incerto dado o prédio estar sob ocupação e desconhecendo-se quem na altura (01:30) aí estaria presente (a dormir)

 

Não se sabendo bem quem verdadeiramente indicar como o único responsável pelo colapso ocorrido no edifício Wilton Paes de Almeida (agora transformado num monte de escombros) e onde os desaparecidos poderão ser mais do que muitos dizem ou preveem ‒ talvez uma meia centena (de vítimas mortais).

 

Questionando-se aqui o papel do Poder Público (por exemplo o papel das Câmaras ou Prefeituras), dos Movimentos de Ocupação (de casas), do atual dono do prédio (o Governo Federal responsável pela sua manutenção) e da Construtora (do objetivo inicial do projeto),

 

E até das questões de segurança (com todos a empurrarem responsabilidades mesmo sabendo antecipada e oficialmente que o prédio não teria as condições mínimas de segurança), pelos vistos não respeitadas e contribuindo decisivamente para a queda total da estrutura (agora dita habitacional).

 

(imagens: (1) showmetech.com.br e (2/3) globo.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 13:00

Maio 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13
15
16
18

20
22
24



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO