Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Normal ou Não, A Culpa é Sempre do Outro

Quinta-feira, 29.04.21

Covid-19: Com o Estado de Emergência “OUT OF ORDER” e com o Desconfinamento dando os seus últimos suspiros (e ficando alguém para trás, “que se cuide”).

DE01766.jpg

Palácio de são Bento

Sede da Assembleia da República e residência oficial do 1º Ministro

(maioria PS/António Costa)

 

E mesmo com 16.973 vítimas mortais às costas, lá indo pelo mesmo caminho e como de costume:

PS defende que “Portugal não falhou”, PSD diz que Governo “andou atrás do prejuízo”.

(Lusa/lifestyle.sapo.pt)

Com cada uma das partes corresponsáveis por protagonistas conjuntas das políticas económicas e sociais da esmagadora maioria destes últimos 47 anos ─ estando no Governo ou na Oposição ─ defendendo ou atacando a conjuntura conforme estando no poder (sendo a sua vez) ou fora dele (em ponto-morto). Desse modo desenvolvendo e argumentando:

Muitos alertaram que Portugal iria falhar, mas Portugal não falhou neste combate e os portugueses não falharam: protegemos a saúde e os rendimentos.

(A. P. Batista/PS/ Lusa/lifestyle.sapo.pt)

Agora, em vez de estado de emergência, devemos estar todos em estado de alerta. Importa que o Governo não só anuncie, mas faça. O Governo, que devia ter sido capaz de nos colocar à frente do vírus, andou sempre atrás do prejuízo.

(A. Cunha/PSD/ Lusa/lifestyle.sapo.pt)

1024px-Lisboa,_Palácio_Nacional_de_Belém_(2).jpg

Palácio Nacional de Belém

Residência oficial do Presidente da República

(PSD/Marcelo R. Sousa)

 

E descaradamente e como se nenhuma delas tivesse nada a ver com o assunto ─ mergulhado anteriormente o país numa grave crise económica, posteriormente agravada com a chegada da crise pandémica ─ particularizando e remexendo (ficando-se para já por aqui, até podendo ter em vez de uma interpretação pejorativa, efeitos medicinais) na lama, tentando-a expor com outras mãos igualmente enlameadas. Replicando de outra forma os argumentos:

O PS (julgando-se já um potencial “vencedor) apontando aqueles que “acicatavam o povo para o medo” aproveitando a situação criada como “Vampiros da Liberdade” que eram ─ política e logicamente o PSD ─ e do outro lado o PSD (não querendo perder a oportunidade para recolher os seus louros, sejam eles quais forem) apontando todos os atrasos do PS (na testagem e nos apoios)” revelando a fraqueza destes e alguma incompetência.

Terminando (de conteúdo, sem sumo, tal como tínhamos iniciado):

Declarando-se pelo Governo,

No fim, será certamente a democracia que irá triunfar”;

Elogiando-se pela Oposição,

O “respeito dos portugueses” pelas medidas impostas.

Segunda-feira 3 de maio de 2021 e se todos como se espera tiverem dito SIM (os outros tendo-o subscrito e o restante pouco importando), imaginando-nos já a arrancar depois da inesperada interrupção do ano passado (de preferência ao dia anterior ─ seguindo a sequência normal, sem qualquer sobressalto ─ ao início desta Pandemia).

(imagens: parlamento.pt ─ wikipedia.org)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:25


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.