Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

30
Nov 14

ÚLTIMA HORA
Advogado sobre SÓCRATES
(c/ artista como auto-convidado)

 

799378.jpg

Campus da Justiça

 

Q: Quem veio aqui representar?
A: Quem eu represento ou não represento é um assunto de que não posso falar.
S: É um homem digno e nem sequer foi julgado. (ouve-se ao fundo)


Q: Mas então pode-nos dizer o que lá foi fazer dentro?
A: Não posso esclarecer coisa nenhuma do que se passa lá dentro. Isso é arte, é a regra da arte.
S: Afinal o que é que ele fez? (ouve-se ao fundo)

 

Q: Mas se não nos diz o que se passou como poderemos nós informar?
A: Cheguei ao balcão, pousei a minha pasta e vim-me embora. Ainda não consultei o processo.
S: Tem sofrido muito e tem tido uma coragem extraordinária. (ouve-se ao fundo)


Q: Mas qual é afinal a razão por não nos falar do processo?
A: Há coisas que eu digo e há coisas que eu não digo. Há milhares de razões que me levam a dizer: eu não falo.
S: Isto é tudo uma infâmia. (ouve-se ao fundo)

 

Q: E agora o que vai fazer a seguir?
A: Vou-me embora e isso significa apenas isso, que me vou embora.
S: Põem-no a viver como se fosse um cão, aqui, ali, acolá. (ouve-se ao fundo)


Q: Pode explicitar a resposta?
A: Agora vou para sopas e descanso.
S: Isto é uma malandragem. (ouve-se ao fundo)

 

Q: E se for necessária a sua presença urgente?
A: Se o tribunal precisar de mim, telefona-me e eu venho.
S: Toda a gente acredita na inocência. (ouve-se ao fundo)

 

(Q/questão, A/Araújo e S/Soares – imagem: Web)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 00:11
tags:

Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9


24



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO