Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

11
Set 18

[Florence]

 

Com a época dos furacões no oceano Atlântico a iniciar-se (rudimentarmente) no mês de Maio estendendo-se até ao mês de Dezembro (com os últimos vestígios dos mesmos)

 

two_atl_2d0.jpg

 

– Atingindo o seu pico máximo por meados do período compreendido entre os meses de Agosto e de Outubro ou seja neste mês de Setembro (nos últimos 166 anos – 1851 a 2017 – com 2/3 ciclones e 3/4 tempestades tropicais por mês)

 

São 2 os furacões e 1 as tempestades tropicais neste momento em evolução e a desenvolverem-se nesta região (oceânica) do Globo Terrestre:

 

Os furacões Florence (categoria 4 com ventos máximos atingindo os 200Km/h) e Helene (categoria 2 com ventos máximos atingindo os 175Km/h) e a tempestade tropical Isaac (deslocando-se para oeste com ventos ultrapassando os 110Km/h).

 

Acrescida ainda da forte possibilidade (de momento nos 30%) de se assistir à formação de um ciclone (nas próximas 48 horas) localizado entre o noroeste do Mar das Caraíbas e o sudeste do Golfo do México (afetando o México e os EUA/estados do Texas e do Luisiana) e de um outro (igualmente nas próximas 48 horas mas apenas nos 10%) neste caso localizado nas proximidades de Cabo Verde e dirigindo-se para norte (em direção aos Açores).

 

152311_5day_cone_no_line_and_wind.jpg

 

Já pelas 19:00 de Portugal e com a aproximação do furacão Florence à costa leste dos EUA, com o mesmo a projetar-se como um acontecimento meteorológico extremamente perigoso mantendo ainda a sua categoria (4) e levando à evacuação de mais de 1,5 milhões de pessoas: com o alerta a ser lançado (já hoje) para toda a costa da Carolina (Norte e Sul) esperando-se que o mesmo atinja a região (com a sua maior intensidade) já na próxima quinta-feira (dia 13).

 

Na sua passagem pela costa da Carolina e confirmando-se a sua categoria (4 ou mesmo 3) com o furacão podendo provocar grandes inundações (devido à enorme precipitação que o acompanha e ao terreno já bastante saturado) e destruição material (dada a presença de ventos fortíssimos – na ordem dos 200Km/h) estendendo-se as suas consequências a outros estados vizinhos como será o da Virgínia. E confirmando-se a pior previsão (Florence chegar a terra com categoria 4) podendo nunca ter havido (nesta região dos Estados Unidos) uma tempestade como esta (Florence).

 

E pelas 19:30 de Lisboa com o furacão Florence mantendo a sua categoria 4 e dirigindo-se ainda para as costas da Carolina (Norte e Sul – como estados da costa leste dos EUA), ao mesmo tempo que as previsões dos outros 2 ciclones não se mantendo se agravam: um de 30% para 50% e outro de 10% para 40%. Aproximando-se o fim-de-semana (15/16 Setembro) confirmando-se ou não as piores (esperando-se as melhores) previsões.

 

(imagens: noaa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 19:45

Setembro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
14
15

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO