Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O Eclipse do Sol (e ainda Plutão)

Segunda-feira, 02.03.15

ECLIPSE

 

No próximo dia de Lua Nova verificar-se-á um Eclipse Total do Sol. Em Portugal talvez escureça um bocadinho (se entretanto as nuvens e o mau tempo não se anteciparem): nesse dia é só espreitar e então verificar.

 

solar-eclipse-pic-e1424850500226.jpg

Eclipse do Sol a 20 de Março de 2015
(aquando da Lua Nova)

 

No próximo dia 20 de Março (uma sexta-feira) ocorrerá mais um Eclipse Total do Sol: este eclipse será visível nas regiões mais a norte do continente africano e asiático, assim como na Europa. Mas nem todos poderão assistir a este Eclipse Total, que durará aproximadamente duas horas (entre as 8:00/8:30 e as 10:00/10:30 da manhã): em Portugal o fenómeno atingirá o seu pico máximo pouco depois das 9:00 da manhã, com a possibilidade de se assistir a um eclipse do Sol (parcial) em torno dos 60/70%. Segundo os estudiosos deste fenómeno este será um dos maiores eclipses observados nas duas últimas décadas, sendo a Europa um dos palcos de observação premiado: desde os 100% a registar nas Ilhas Faroe, passando pelos 80% no Reino Unido, até aos 60% de Faro. Depois só lá para o ano 2026 é que a Europa terá um eclipse semelhante.

 

Assim se decidir iniciar o seu último dia de trabalho antes do início de mais um fim-de-semana de descanso e de lazer com uma actividade diferente mas interessante e que nos poderá afastar por momentos do nosso quotidiano diário por vezes tão monótono e cansativo (e se tiver a sorte de se deparar com um dia de céu aberto e sem nuvens), à saída de casa, durante o seu trajecto para o emprego ou até (se tal for possível) num curto momento de pausa do seu trabalho, poderá assistir a um fenómeno astronómico envolvendo o Sol, a Lua e a Terra, muito pouco visto na Europa: por volta das 9:00 da manhã em Portugal o céu poderá escurecer um pouco, fenómeno que terá origem nas sombras provocadas pelo eclipse – como se de repente uma nuvem se interpusesse entre nós e os raios do Sol e tudo ficasse mais escuro. Nesse dia também se iniciará uma nova estação do ano: em todo o Hemisfério Norte entraremos na Primavera.

 

PLUTÃO

 

Tendo partido da Terra em 2006 a sonda New Horizons continua a sua caminhada em direcção às regiões limites do Sistema Solar. Depois de já ter cruzado a órbita de Neptuno no mês de Agosto do ano passado, o próximo encontro será com Plutão e com os seus satélites naturais: Charon (a maior das suas luas), Styx, Nix, Kerberos e Hydra.

 

Pluto-WhatWeKnow-PlutoandSystem-SurfaceChanges.jpg

Plutão
(imagens obtidas a partir do telescópio Hubble)

 

Mas muito mais interessante de que assistirmos a mais um eclipse (do Sol ou da Lua) tendo a Terra como posto de observação, será certamente o momento da chegada da sonda da NASA New Horizons ao distante ex-planeta Plutão. Que como todos nós recordamos já chegou a ser o nono e mais longínquo planeta do Sistema Solar, antes de ser despromovido (tal como já tinha acontecido anteriormente a Ceres) a um planeta anão. O encontro está marcado para 14 de Julho deste ano, encontrando-se a sonda neste momento a quase 160 milhões de quilómetros de Plutão: aí talvez se reconheça o papel de Plutão no conjunto do Sistema Solar e o mesmo recupere de novo o seu estatuto de planeta principal. Quem nos diz que tal como Ceres (outro planeta anão) Plutão não tenha água ou até apresente vestígios de vida? A mais de 4.800 milhões de quilómetros da Terra tudo é possível.


(imagens – NASA)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:10


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.