Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

19
Jul 18

Depois do abandono por parte do HOMEM dos voos tripulados tendo como objetivo e destino Outros Mundos como a LUA (como com o projeto APOLLO) ‒ abrindo-nos desde logo o Mundo da nossa Imaginação para outros voos mais distantes como até Marte (Interplanetários) e a partir daí (concebendo-o como um entreposto) entre Sistemas e Intergalácticos ‒ eis que agora corremos o risco de nem para lá (para esses Outros Mundos e Planetas) enviarmos Máquinas e através delas estarmos (minimamente) presentes: de modo a assim podermos reclamar Algo Mais como mais uma razão para a nossa existência (nem que seja unicamente para ter o Comando na Mão).

 

2114MH0007560010802455E01_DXXX.jpg

MARTE

CURIOSITY ROVER ‒ SOL 2114

18 Julho 2018

 

Quase 6 anos passados sobre a sua aterragem na superfície de MARTE (5 de Agosto de 2012) ‒ na cratera GALE ‒ e a caminho de perfazer 19,5Km percorridos (em território alienígena), o veículo motorizado CURIOSITY (enquanto nada se sabe sobre o seu irmão mais velho OPPORTUNITY) aproveita uns dias marcianos (SOL 2114 e SOL 2115) para verificar o “Estado dos seus Pneus”: preparando-se para retroceder no seu trajeto até ao momento cumprido (em 2115 dias marcianos), recuando mais uma vez até às coordenadas de SOL 1999 ‒ e iniciando nesse local (pelos vistos prometedor) mais um período de perfuração. Com a repetição da verificação, a calibragem da pressão e a melhoria das condições atmosféricas ‒ persistindo a grande Tempestade Atmosférica (marciana de areias e poeiras) durando há já mais e um mês ‒ dando-se então a partida para a viagem de regresso. Como se pode ver observando um desses pneus com a pressão exterior a ser grande e extremamente intrusiva (devido à ação da erosão, da temperatura e da radiação), testando até ao limite a integridade dos mesmos (pneus) e fazendo o ROVER rolar sem percalços sobre o solo: picando e até perfurando a estrutura única de suporte. Enquanto noutro ponto de MARTE e lutando pela sobrevivência (unicamente alimentado por Energia Solar e impossibilitado de carregar baterias dada a ausência de raios oriundos do SOL) o ROVER OPPORTUNITY permanece em silêncio bem no meio da Tempestade: sem comunicar (até ao momento sem sinal), sem carregar (dada a manutenção da Tempestade e da opacidade atmosférica não deixando passar o Sol) prestes a nos deixar (confirmando-se as previsões talvez sendo uma das maiores perdas depois da sonda CASSINI).

 

(imagem: nasa.gov)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 18:44

Julho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13

15


29


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO