Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

05
Out 15

É com grande tristeza que aqui coloco (como muitos outros já o fizeram antes de mim, sem qualquer tipo de compreensão ou qualquer tipo de resposta) um pouco mais de um dos maiores vultos da cultura e da memória portuguesa: Eça de Queiroz. Demonstrando que se a Matéria persiste acompanhando a evolução, o Homem parece já ter desistido transformando-se em invertebrado (perdendo Energia e Movimento e indiferente, nem sequer rastejando).

 

“Os que sabem dar a verdade à sua pátria não a adulam, não a iludem, não lhe dizem que é grande, porque tomou Calicute; dizem-lhe que é pequena porque não tem escolas. Gritam-lhe sem cessar a verdade rude e brutal. Gritam-lhe: tu és pobre, trabalha! tu és ignorante, estuda!, tu és fraca, arma-te!”
(Eça de Queiroz/kdfrases.com)

 

fatimamiracle_of_sun.jpg

O Milagre do Sol
(versão original)

 

Quem tivesse ainda algumas dúvidas sore o fim do sonho e da esperança que um dia atravessou a Alma de Portugal (com o 25 de Abril de 1974 e o fim do Regime Fascista), face aos resultados eleitorais de 4 de Outubro e perante mais um discurso de covardia e de subserviência do grande derrotado do dia (como sempre os instalados do PS), o melhor mesmo será desistir e associar-se a este sistema de sufrágio dito democrático (apesar de serem eles a auto proporem-se) mas abraçando agora e de novo um regime dos mais reacionários e conservadores atualmente no poder na Europa.

 

Ainda me lembro quando estávamos no auge da crise e da perseguição indiscriminada e injustificada a tudo o que mexia por parte deste Governo (o caracteriza os predadores face à sua presa indefesa) e de como ao sair à noite para ir dar uma voltinha, nem um único som se ouvia nem uma única alma se via, com todos amedrontados, sem dinheiro, escondidos e bem caladinhos em casa ansiando a chegada do fim desta grande tragédia.

 

No entanto nem sempre aquilo que pensamos e acreditamos é, como o comprova em toda a linha a apesar de tudo previsível vitória da PÀF: mais de quarenta e oito semanas de Governo podem ser simplesmente apagadas do nosso mapa cronológico se durante as últimas dessas semanas o Governo sorrir e desaparecer, deixando as suas prostitutas comunicacionais a falar e a distorcer e a Oposição toda contente a comentar e a errar e entre lucubrações pretensamente intelectuais (para ninguém perceber como eles) obviamente a perder.

 

Eleições Legislativas de 2015

 

Partido

2011

(%)

2015

(%)

2011

(lugares)

2015

(lugares)

PSD/CDS 50.35 38.55 11.80 132 104 28
PS 28.06 32.38 4.32 74 85 11
BE 5.17 10.22 5.05 8 19 11
PCP/PEV 7.91 8.27 0.36 16 17 1
PAN 1.04 1.39 0.35 0 1 1

(em 2015 ainda por atribuir 4 lugares referentes aos círculos da Europa e de Fora da Europa)

 

Num país que passados mais de quarenta anos sobre o 25 de Abril destruiu a Cultura e dispensou a Memória, matando de vez os pais de Abril e enterrando de novo os avós que com a sua vida nos ajudaram a construí-lo. Mas para quem já nem liga à data da Implantação da Republica (uma data de Libertação como o foi o fim da Escravatura) ainda por cima seguindo os pedagógicos ensinamentos e atitudes do seu Presidente está tudo dito. Retrocedamos às Cavernas e esperemos que a tempestade passe: e se não for Sebastião ou Salazar a aparecer alguém um dia virá para nos salvar.

 

Comemorando (antecipadamente) o dia em que se deu o Milagre do Sol (cem anos em 13 de Outubro de 2017), os novos três pastorinhos festejaram a reedição de um Milagre semelhante, mas agora sob a égide da Igreja da Inevitabilidade: e mesmo sem a presença do Sol (e dos extraterrestres) conquistaram os seus fiéis.

 

Fantástico! É que se eu acreditasse nunca o contaria, mas como não acreditava pus-me logo a falar. Burro!

 

(imagem: UFO Portugal)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 21:02

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Outubro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
15
16
17

18
19

25
26
27
28
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO