Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

26
Jul 16

E talvez seja essa a rasão orquestrada pela paranoia dos Vencedores (rodeando o seu ícone Erdogan) pela qual os renovados líderes da TURQUIA fecharam o espaço aéreo em torno da base norte-americana instalada em INCIRLIK (definitivamente com medo dos helicópteros).

 

“Members of special units, backed by three helicopters, stormed the hotel where the President was on vacation to take or assassinate him, about 15 minutes after he left. By that time, the President was flying to Istanbul with his family. The presidential guard clashed with the pro-group faction before several of them fled through the mountains.” (yenisafak.com)

 

resized_43d16-3c75285dcampbell.jpg

General John F. Campbell

 

Segundo as últimas informações recolhidas e agora divulgadas pelo diário turco YENISAFAK (diário online pró-governamental de ideologia islâmica-conservadora), o pretenso GOLPE de Estado Militar levado a cabo no passado dia 15 de Julho na TURQUIA, terá tido como uma das figuras principais o ex-Comandante das Forças Armadas dos Estados Unidos da América: o General JOHN F. CAMPBELL. Terá sido este prestigiado militar norte-americano ainda há pouco tempo ao serviço numa operação levado a cabo pela NATO no Afeganistão, que terá organizado e feito a gestão dos militares, posteriormente mandando-os para o terreno e pondo o Golpe em curso – para além da sua participação financeira na sua preparação e execução, distribuindo dinheiro por todos os apoiantes do golpe militar: 2 BILIÕES de dólares recebidos via CIA.

 

resized_963da-07fb3959ssssssssssssssssssssssssssss

Soldados alegadamente envolvidos na tentativa de assassinato de Erdogan

 

Assim, depois da seleção e escolha dos candidatos mais visíveis e mais bem colocados no momento (situação que curiosamente o tal golpe lhe proporcionou), ERDOGAN designou como símbolos dos seus maiores inimigos: internamente o clérigo oposicionista islâmico FETHULLAH GULEN (exilado nos EUA) e externamente via comandante John Campbell os EUA. Entretanto não param as prisões, os despedimentos, os encerramentos, a suspensão dos direitos e todas as outras formas de coações e opressões, julgadas ainda há pouco impossíveis e mesmo inimagináveis: como se uma espessa e pesada camada de nuvens se tivesse despenhado na Turquia cobrindo todo o mal e escondendo todos os crimes. Num país onde ainda há poucos dias os seus líderes políticos insistiam em entrar com plenos direitos no espaço da União Europeia (e com o apoio de alguns desses países já integrados na UE) e onde agora reina um regime não democrático dirigido pelo antes democrata e agora ditador ERDOGAN.

 

0,,19300105_403,00.jpg

Presidente do Bundestag Norbert Lammert

 

Enquanto tudo isto se passa pondo mais uma vez em causa a segurança interna e externa de toda a EUROPA, os países súbditos da ALEMANHA aguardam impacientemente que ANGELA MERKEL se pronuncie sobre a sucessão inquietante de incidentes – já no seu próprio país e com tendência para alastrar. Ou não fossem estas as preocupações de NORBERT LAMMERT presidente do Parlamento Alemão, aqui referidas no diário online DW sob o título Alarm in Germany over Turkey: “Turkey is distancing itself ever more from Europe through mass arrests and official sackings, says German parliament speaker Norbert Lammert. A German historian says events in Turkey echo Hitler's 1933 seizure of power.”

 

(imagens: yenisafak.com e dw.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 01:47

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Julho 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11

17
18

30



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO