Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

08
Abr 15

Mars Rover Curiosity Spots 'Ice Cream Sandwich' Rocks
"Some of them look like ice-cream sandwiches: dark on both edges and white in the middle"
(space.com)

 

Enquanto que na Terra os estrategas militares norte-americanos continuam todos entretidos e entusiasmados com os seus constantes e tonificantes WAR GAMES – tentando verificar com os seus métodos bastante intrusivos e destrutivos o que o planeta ainda lhes poderá fornecer – por outro lado no distante planeta Marte os cientistas do mesmo país andam muito ocupados e intrigados com a recente descoberta feita em GARDEN CITY. Ao contrário da região da Terra associada à localização dos Jardins de Alá (e actualmente a ferro e fogo), em Marte a calma aparentemente é total, só sendo aqui e ali perturbada por alguns artefactos terrestres (como é o caso do rover CURIOSITY).

 

0944ML0041500030403177E01_DXXX.jpg

SOL 944 – 03.04.2015

 

Os cientistas pioneiros na Conquista do Espaço foram como todos nós sabemos russos e norte-americanos. Hoje em dia além de um vasto grupo de países da Europa colaborando em conjunto na ESA (Agência Espacial Europeia), outros países se juntaram individualmente a este projecto (que deveria ser colectivo). A China (com as suas diversas sondas e com a construção da sua estação espacial) e a Índia (com a sua mais recente sonda a atingir Marte) são dois desses expoentes máximos. Mas ninguém poderá negar a grande supremacia norte-americana neste campo de grande inovação tecnológica, só não sendo esta mais significativa devido à forte influência (negativa) da poderosa estrutura militar norte-americana, esvaziando com o seu envolvimento (para protecção dos seus interesses particulares muitas das vezes com fins duvidosos) muitas das antigas e mais importantes (por fulcrais para a sua não estagnação) competências da NASA.

 

E assim lá andam montes de sondas atravessando o espaço escuro e sem fim, não tripuladas mas talvez transportando de origem exemplares da nossa vida microscópica e tendo nelas acoplado umas quantas câmaras e braços robóticos controlados da Terra e dirigidos por uma mão de um astronauta munida de um joystick.

 

0948MH0004920000304134R00_DXXX.jpg

SOL 948 – 07.04.2015

 

À primeira vista (para um leigo habituado a ver algumas paisagens rochosas de origem evidentemente terrestre) a construção parece ser de origem natural, com algumas excrescências mais brilhantes/escuras surgindo sobre o solo marciano e reflectindo/absorvendo a luz enviada pelo Sol. Com alguns dos muitos curiosos afirmando poder estar-se na presença de ouro. Esta região do planeta vermelho situada a poucos quilómetros do Monte SHARP apresenta nalgumas das rochas localizadas à sua superfície pequenos veios de minerais provavelmente constituídos ao longo de milhões de anos como resultado do seu transporte contínuo utilizando fluidos. O que só vem confirmar a teoria de que Marte possuiria num passado muitíssimo longínquo grandes extensões de água (talvez mesmo um oceano), algum tipo de vida orgânica mesmo que primitiva e quem sabe mesmo a presença de vida inteligente.

 

Nisso acreditam os adeptos das muitas teorias da conspiração em circulação por todo o mundo (especialmente os norte-americanos), ao afirmarem convictamente que estes vestígios naturais arqueológicos agora descobertos pela NASA na zona de YELLOWKNIFE, seriam os derradeiros vestígios de uma civilização outrora existente em Marte.

 

(imagens – Curiosity Rover/NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:12

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Abril 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9



27


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO