Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Os UAP são reais, mas não se conhece a sua origem

Quarta-feira, 09.06.21

[Num último suspiro de Primavera e com os delírios de Verão à porta, aguardando-se esclarecimentos necessários por parte do Pentágono.]

Este mês de junho com as autoridades norte-americanas a confirmarem a existência dos UAP (algo de parecido com os UBER) ─ antes falando-se de UFO ─ só que com a grande probabilidade do condutor do veículo não ser terrestre (e não estando ainda familiarizado, com o nosso GPS). Podendo até nem ter condutor (como os modelos da TESLA) ou então ser o modelo ROADSTER do multimilionário Elon Musk mandando o seu manequim-astronauta STARMAN (o “Homem-das-Estrelas”) num carro a caminho de Marte.

snapshot3.jpg

Numa 1ª conclusão após uma pré-análise de um pretenso documento a ser apresentado no decorrer deste mês de junho de 2021 a pedido da comissão do Senado norte-americano tendo como tema os “Fenómenos Aéreos Não Identificados” ou UAP ─ uma nova forma de se debruçar sobre o fenómeno OVNI e sobre os seus eventuais tripulantes (fazendo-o presencialmente) os ALIENÍGENAS ─ a transmissão da convicção de que a origem destes fenómenos desconhecidos tantas vezes testemunhados não só nos EUA como um pouco por todo o Mundo, em princípio só terá três alternativas viáveis de explicação (credíveis, segundo um ponto de vista cientifico-tecnológico, sabendo-se das limitações atuais do Homem e colocados perante estes acontecimentos “aéreos”): ser de origem EXTRATERRESTRE ou então sendo TERRESTRE e não sendo norte-americano, só podendo ser russo ou chinês.

snapshot4.jpg

Uma explicação vinda dos norte-americanos, mas na mesma integrando algo de adicional e de estranho até para a própria “Proteção e Segurança dos EUA” (deixando-nos logo ali a dúvida se não será uma forma das autoridades norte-americanas de desviarem as atenções doutras áreas mais sensíveis, e “correndo em paralelo”), já que ao nos informar dessas três alternativas possíveis (mencionados pelos seus peritos responsáveis nesta investigação federal) e por estratégia não escondendo nenhumas outras, com os responsáveis dos EUA a estarem a expor em público a sua “grande fragilidade”, confirmando com a publicação futura (dentro de dias) deste relatório, não serem detentores de “tão avançada e revolucionária tecnologia nunca vista na Terra” e deixando no ar as alternativas vindas de Oriente, dos seus adversários, do denominado “Eixo do Mal”, aqueles com que os EUA querem iniciar uma nova “Guerra-Fria”: sendo algo divulgado de uma forma tão aberta e sendo concretizado com pré-anúncio e publicamente (aberto a todo o planeta), sabendo-se ser uma informação/divulgação do tipo daquelas mantido o mais tempo possível em segredo chegando mesmo a nunca ser divulgado, suspeitando-se não ser propriamente este tema dos UAP algo que interesse verdadeiramente aos governantes/autoridades dos EUA, mas sim algo “correndo em paralelo”, como por exemplo a apresentação de um argumento (se não forem os ET, sendo Russos/Chineses) podendo levar o Congresso e o Senado dos EUA a aumentarem ainda mais as verbas destinadas aos Militares e ao seu reapetrechamento com mais e melhor Armamento (certamente que não para combater os Alienígenas do Espaço, mas os da Terra).

snapshot5.jpg

Mas partindo do princípio de que o verdadeiro tema e objetivo são os UAP (e não uma questão de rearmamento interno) voltemos então ao tema que aqui nos trouxe pelas mãos dos serviços de segurança como o é o Pentágono, os “OVNI/ET”. Desde logo com os EUA a desiludirem a comunidade de interessados neste tema, desde leigos a eruditos, interiores ou exteriores às iniciativas/diretivas das autoridades oficiais, não confirmando de imediato “o que toda a gente há muito sabe e eles também” (até por imagens agora disponibilizadas e “certificadas” pelos mesmos/pelas entidades oficiais) de que a origem destes UAP seria sem sombra de dúvidas Extraterrestre: ninguém possuindo no planeta TERRA tal tecnologia utilizada pelos UAP (logo nunca podendo ser russa/chinesa), realidade amplamente comprovada com a atitude do Pentágono perante esta situação, de completa abertura, calma e tranquilidade, sabendo estes a possibilidade Russa/Chinesa ser nula ─ e mesmo assim insistindo nela, desacreditando o tema (colocando o interesse terrestre, à frente do extraterrestre), da possibilidade Exterior. Mas apesar dos Militares e do seu rearmamento (para fazer frente aos inimigos internos), voltando de novo ao que deveria interessar (de novo dada a intromissão constante, de um outro fator, o interno).

snapshot6.jpg

Até porque podendo existir uma 4ª alternativa (não sendo, 1/alienígena, 2/russa ou 3/chinesa e descartada logo a norte-americana), não envolvendo Terrestres Vs. Terrestres ou Terrestres Vs. Extraterrestres, mas “uma associação entre ambos”: uma teoria já repetidamente exposta e mundialmente divulgada, envolvendo a queda de objetos voadores não identificados, possíveis contactos com os seus tripulantes (não sendo terrestres), absorção de conhecimentos disponibilizados pelos mesmos, aproveitamento da sua tecnologia (a partir dos veículos capturados) e logicamente da aquisição dos mesmos pelos militares (para sua utilização futura e conquista de supremacia), numa sucessão de acontecimentos (e falando apenas dos tempos mais recentes) percorrendo a Alemanha (de Hitler), a Rússia, os EUA e até a China (todos podendo reportar incidentes deste tipo). Sendo o incidente mais divulgado envolvendo OVNI’s, ET’s, notícias, encobrimento e posteriormente anos e anos de especulação, o ocorrido nos EUA na localidade de ROSWELL no ano de 1947 (já lá vão 74 anos). Deixando no ar mais uma questão, se não estaremos na companhia destes UAP (e limitando-nos aos últimos 80 anos) desde há vários anos, uma parte desse tempo com UAP Extraterrestres, outra com uma mistura de UAP Extraterrestres e UAP Clonados e mais nesta derradeira e 2ª fase, com os mesmos aparecendo, deslocando-se, mas exibindo-se (como se quisessem ser vistos mas não confirmados como “Deus”) “mais na sombra”: podendo até cada potência ter a sua versão mesmo que aparecendo sob a forma de um protótipo (veja-se a evolução técnica de russos e chineses em muitos campos superando os norte-americanos) ─ um novo e revolucionário veículo aéreo, por desconhecido e nunca visto sendo considerado como alienígena ─ deixando-se levar pela “conversa-da-treta” alienígena até para se manter o seu projeto secreto, na altura apropriada para a sua divulgação indo certamente provocar uma “ainda maior surpresa” (não tendo nada a apresentar em sua defesa ou ataque, principalmente para os seus adversários terrestres). Quando há tanto tempo se fala da conjugação Eletricidade e Magnetismo, de motores inversos e da sua utilização, funcionamento e aplicação, que o digam os ET.

snapshot8.jpg

No entanto sendo certo a existência do relatório e a apresentação dentro de poucos dias do documento da responsabilidade do Pentágono confirmando os UAP não como “uma obra de ficção” mas como factos observados, testemunhados (oficialmente/certificados) e REAIS, com a atitude do público em geral tendo forçosamente de mudar acabando de uma forma ou de outra por aceitar o facto, mas desconhecendo-se por outro lado os verdadeiros objetivos de tal procedimento por parte de quem manda, tendo sempre este como atitude prioritária ocultar pretensamente para não alarmar (faltando apenas questionar, quem?). E informando-se o Mundo da existência confirmada de UAP ─ sendo obviamente uma afirmação verdadeira, vindo de quem vem, a liderança do planeta estando (afirmação dos próprios) “em constante contacto direto” com Deus ─ confirmando-se igualmente a existência de Outros Seres e de Outras Civilizações, talvez amanhã com o Mundo a ser agora verdadeiramente surpreendido não por sugestões, ou confirmações atiradas ao ar (e sendo espalhada inutilmente), mas pela presença na superfície da Terra dos próprios UAP/estrangeiros aqui mencionados: com os Nórdicos, os Cinzentos e outra raça qualquer de ET’s e mostrando a sua solidariedade com os seus, aparecendo num curto intervalo de tempo e como combinado (entre eles) em Washington, em Moscovo e em Pequim.

snapshot9.jpg

E no final como que se adivinhando, podendo ficar e no que verdadeiramente interessa tudo na mesma, utilizando-se um tema por falta de resultados tornando-se já cansativo (e de uma só cajadada desacreditando-o/liquidando-o definitivamente) ─ os UFO os ALIENS ─ mas ainda num último suspiro (ligando-o momentaneamente à “Máquina do Poder”) ressuscitando (afinal, não sendo o inicialmente designado), para mais um serviço em prol da causa patriótica norte-americana: mais um enorme financiamento militar. Com o Governo logo de início e estranhamente a recuperar e a chamar a si alguns dos seus mais notórios e populares adversários (estes últimos afirmando os UFO serem extraterrestres, o governo desmentindo-os/ridicularizando-os) ─ que não se abstiveram e compareceram/colaboraram (parecendo ser mais do Governo, do que opositores) ─ reconhecendo os UAP como Alienígena (e assim demonstrando não estar atrás da Rússia/China, o outro da “cajadada”) e finalmente abrindo “as portas à invasão” dos ET como dos Média. Algo que Donald Trump não cumpriu, deixando Marco Rubio algo descontente (pelo atraso, não lhe permitindo concretizar, dada a não reeleição do seu presidente), mas sendo por qualquer tipo de razão persistente (ou não estivesse ligado à Indústria Militar e aos foguetões) insistindo ainda hoje até em nome dos Republicanos e estando igualmente na linha da frente (pela divulgação do relatório).

snapshot10.jpg

No dia em que sair o relatório e pelos sinais já evidentes sendo certo, que o povo norte-americano sofrerá (e dada a grande expetativa criada, fomentada e suportada durante mais de meio século) mais uma “grande deceção”: sem provas mais concretas e dispondo assim e unicamente daquelas que já nós todos conhecemos (a serem mais uma vez apresentadas) e pouco tempo depois assistindo-se ao reforço das verbas militares tendo como pretexto “potenciais ameaças”, podendo agora ser interna e não o sendo, sendo-o então externa.

snapshot11.jpg

[“Engenharia Reversa” pretensamente utilizada em projetos secretos supostamente ligados ao tipo de mecanismo e de funcionamento destes revolucionários veículos aéreos designados por UFO ou UAP, como se sabe consistindo numa simples tentativa de cópia de um original pré-obtido, desmontando-o e entendo-o e de seguida voltando a montá-lo, executadas estas duas etapas com sucesso, podendo-se elaborar e construir a partir do modelo original uma cópia, originais no fundo sendo visto como “moldes” em vez de se tentar desde logo utilizar, tentando-o compreender desmontando-o (assimilando o conhecimento de cada peça/de cada função) montando-o e a partir daí podendo replicar à vontade ─ não sindo perfeito à 1º existindo sempre “uns extras”. Como se constata envolvendo sempre “cópias” e “interfaces” algo que já nos deve ser familiar, pelo melhor e sobretudo pelo pior. De qualquer forma com esta “engenharia reversa alienígena” podendo-nos proporcionar as “Aventuras no Espaço” com que sempre sonhamos, abrindo-nos pela 1ª vez a porta da ultrapassagem do que é ainda um limite (julgado inalcançável) para nós, ultrapassada a velocidade do som (340m/s) seguindo-se a vez de ultrapassarmos a velocidade da luz (300.000Km/s = 880K velocidade do som).]

(imagens: Michael Salla/youtube.com/05.06.2021)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 02:22


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.