Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

19
Mar 15

Muitas são as imagens que a NASA nos tem disponibilizado ao longo destes últimos anos de exploração espacial, mostrando-nos através das câmaras instaladas nas suas sondas e oriundas muitas das vezes de regiões bastante profundas do Sistema Solar, alguns dos segredos da região mais importante da Via Láctea: aquela onde vivemos.

 

NLB_479801831EDR_S0450852NCAM00546M_.JPG

Superfície de Marte com suposto OVNI no canto superior direito
(CURIOSITY – SOL 927 – NAVCAM LEFT_B)

 

Mas fixemo-nos agora em Marte. Em distância e relativamente à nossa estrela o terceiro planeta do Sistema Solar, um dos nossos vizinhos (o outro é Vénus) e aquele que nos separa da Cintura de Asteróides. Um planeta onde em tempos (provavelmente bastante remotos) poderá ter existido um oceano e até formas (mesmo que rudimentares) de vida.

 

E se antes já se dizia que não existia vida em Marte (coitados dos marcianos), com a chegada das primeiras imagens do planeta vermelho, as restantes dúvidas dissiparam-se: um planeta seco e desértico, sem que se visse um só movimento, com uma atmosfera inexistente e em certas zonas aparentemente calcinado. Um mundo vazio.

 

Mas Marte ainda poderá ter (apesar de tudo parecer estar contra) um tipo qualquer de atmosfera. Caso contrário como se poderão explicar as nuvens de poeiras que aparecem a 300km da sua superfície ou a reacção da sua não existente atmosfera à passagem do cometa Siding Spring numa trajectória tangente à órbita de Marte.

 

Temos que compreender que quando um realizador de imagens edita o seu trabalho, as mesmas sofreram no seu processo tecnológico de construção (percurso habitual até serem visionadas), muitos e variados tratamentos e afunilamentos: chega-nos apenas uma ínfima parte dessas imagens, as mais limpas e as mais puras.

 

Quando algo passa por este filtro (de segurança e de protecção – de quem ou de quê?), desconfiamos e achamos estranho (pois não acreditamos em coincidências, sem ligações ao acaso), mas como estamos necessitados, acreditamos e engolimos. Sendo assim fácil aos falsificadores, fornecerem engodos a assalariados. Como nós (pagos ou não).

 

NLB_479801831EDR_S0450852NCAM00546M_B.JPG

Ampliação do suposto OVNI
(SOL 927)

 

No caso da sonda norte-americana Curiosity (enviada ao planeta Marte com o objectivo de estudar a formação e a constituição da sua superfície e a hipotética existência da atmosfera que a rodeia), a imagem que agora nos surge e da qual usufruímos compassadamente mas com extrema sofreguidão é no mínimo curiosa.

 

Estamos perante o registo de uma imagem no mínimo desenquadrada de todos os conhecimentos e respectivos cenários que até agora nos foram facultados e que ao contrário do que todas as afirmações até agora repetidamente afirmadas e confirmadas, nos indiciam a presença de objectos estranhos e não identificados.

 

Para qualquer especialista neste tipo de fenómenos que entretanto não tivesse escutado por parte das autoridades responsáveis (pela edição destas imagens oficiais) uma explicação que fosse minimamente credível e aceitável, a opção do mesmo seria mais que óbvia e sobretudo imediata: um artefacto daqueles seria um OVNI.

 

Reconheço que nas fotos que até agora nos foram disponibilizadas pela agência norte-americana NASA e oriundas das câmaras instaladas no veículo motorizado associado à referida sonda, muitas vezes se vêm manchas ou outras imperfeições: que sempre associamos a sujidade ou outras hipóteses racionais (ou imaginadas).

 

Mas no caso da imagem registada a partir da superfície de Marte no passado dia 16.03.2015 pelas 18:32:15 UTC (utilizando uma das câmaras do Rover Curiosity), o objecto que visualizamos é um pouco maior do que é habitual, não deixando na realidade de se assemelhar bastante (talvez só no nosso imaginário) a um disco voador.

 

(imagem – NASA)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 23:04
tags: , ,

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9



29
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO