Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Projeto Galileu

Terça-feira, 27.07.21

[Na busca de tecnologia espacial avançada, oriunda de Civilizações Interestelares.]

“Harvard-led team to search cosmos for extraterrestrial space tech and UFOs.

They will look for evidence of technologies crafted by intelligent alien civilizations.”

(Mindy Weisberger/livescience.com)

PmPQTFMh6sAxsNb2Z4c7JY.jpg

UAP

 

Aproveitando alguma da indiferença que grassa pelo Mundo ─ agora que estamos mergulhados (há 17 meses) nesta Pandemia Covid-19 ─ recolhendo os serviços (ou “desperdícios”) relevantes proporcionados pela recente divulgação do relatório do Pentágono sobre UAP’S ─ uma forma mais Soft de dizer UFO’S ─ e utilizando o nosso cansaço (crescente/sufocante) sobre temas envolvendo o que se passa na Terra (ainda-por-cima muitos deles sendo irrelevantes) para desviar a nossa atenção para o exterior ─ ou seja para o ESPAÇO exterior ─ eis que como uma oferta ou benesse (dado os militares nada nos terem fornecido de novo, através das suas agências de segurança como o Pentágono), o setor civil da sociedade norte-americana se oferece (voluntaria) para a busca de “tecnologia alienígena”, “UAP’S” e logicamente (como consequência óbvia) Extraterrestres.

iWvhPPnPxqjWVtEap3CgGV-970-80.jpeg

IA

 

Com uma equipa de investigadores da universidade norte-americana de HARVARD (localizada na cidade de Cambridge, estado de Massachusetts) liderados pelo cientista e investigador AVI LOEB (Departamento de Astronomia), através do lançamento do “Projeto GALILLEU” indo investigar através dos diferentes tipos de observações tendo o COSMOS como tema de estudo, a possibilidade de se poder encontrar através de certas manifestações exteriores e vistas à distância, a existência de tecnologias e civilizações mais avançadas do que a nossa (a Terrestre): e sendo mais avançados cientifico-tecnologicamente e até mentalmente (espiritualmente) ─ do que a nossa Civilização Humana e Terrestre ─ podendo viajar até cá mesmo que oriundos de estrelas distantes (que não a nossa, o SOL), presencialmente (vindo cá “em pessoa”) ou de forma indireta (enviando uma sonda ou servindo-se de algo de diferente).

grV9DhZ2DUhJrdC7AEm3S9-970-80.jpg

Oumuamua

 

E entre os objetivos deste projeto (utilizando algoritmos e Inteligência Artificial) virado para a existência de outros seres vivos e de outras civilizações para além da nossa e existindo, tendo de se concretizar no Espaço exterior à mesma, ou seja no COSMOS que nos rodeia e do qual fazemos parte (como diria Carl Sagan o tal pequenino “Ponto Azul” meio-perdido na escuridão e imensidão do Espaço) ─ fazendo lembrar um pouco o projeto SETI ─ estando a identificação de potenciais viajantes INTERESTELARES (como OUMUAMUA), sondas artificiais alienígenas (ou satélites observando a Terra) e já agora UAP’S (e seus utilizadores). E sendo utilizado um método científico no fim com tudo tendo que ser validado (rigorosamente): esperando-se que na derradeira peneira (científica, repetida) ainda passe alguma coisa ─ como a confirmação de vestígios/sinais de uma possível Civilização Extraterrestre, observando-nos e agora sendo igualmente observada (sendo bidirecional, existindo justificação para o contacto).

(imagens: Shutterstock ─ Michal Bednarek/Shutterstock ─ M. Kornmesser/ESO)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 22:30


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.