Um espelho que reflecte a vida, que passa por nós num segundo (espelho)

09
Mar 21

[Uma Matrix Reloaded ─ “SILK ROAD RELOADED” ─ não sendo da “Loja dos 300”/EUA com mais de 300 milhões de habitantes, mas da “Loja dos 1.400”/CHINA com mais de 1.400 milhões de habitantes ─ um nível nitidamente superior (quase 5X).]

 

6041e9cf2030276c3b793f52.jpg

Utilizando as Rotas do Norte

(trilhos comerciais)

 

E se não for por baixo sendo por cima (centro da Europa/região do Ártico), com o Império Chinês querendo recuperar momentos passados de glória (recuando-se às origens, a 200 AC), na sua expansão já em curso (iniciada em maio de 2017 pelo presidente chinês Xi Jinping com um investimento de 70 biliões de dólares) e podendo-se já antecipar no presente o futuro (entre eles o nosso), a ressuscitar a ROTA DA SEDA: um desejo já partilhado há mais de 500 anos por Portugal desejando ligar comercialmente a China à Europa (ultrapassando-se pela 1ª vez e com o navegador português Bartolomeu Dias o Cabo das Tormentas em 1488 e aí abrindo-se as portas a Vasco da Gama e à descoberta da Índia em 1500) ─ querendo ligar os continentes por via marítima

 

60094e862030273af7371988.jpg

Unindo dois Continentes

(Ásia e Europa)

 

Anteriormente tendo sido revisitado por Marco Polo (por terra e com todas as dificuldades inerentes) dando origem ao seu extraordinário relato de viagem à Ásia (“As Viagens de Marco Polo”) e às cortes do imperador mongol  Kublai Khan (entre 1271 e 1295), no presente e face à indiferença do Mundo (esperneando com a crise instalada nos EUA, na credibilidade do Dólar e nos seus aliados Ocidentais) ─ unindo-se à Rússia e formando um bloco alternativo (aos EUA) e igualmente poderoso  ─ com o novo “Império em Ascensão” podendo deslocar num futuro próximo o eixo e o centro do Mundo de EUA/Washington para China/Pequim (e face aos constantes ataques a tudo o que é russo ou chinês), a aproveitar apenas o momento (proporcionado por alguém) regressando ao palco global e demonstrando continuar tudo bem e em andamento.

 

6013e35b85f54064173f04a5.jpg

Ligando Terra e Espaço

(da Terra até Marte)

 

Virando progressivamente ─ China e Rússia (apesar do imenso dinheiro investido pelos mesmos, continuando sob ordens norte-americanas, a Europa persistentemente ao ataque) ─ as costas à Europa. E assim como numa história básica e de desfecho previsível, com a China a atirar-se para a “Polar Silk Road” (“Rede da Seda Polar”) ─ não sendo por baixo (com os adiantamentos avultosos distribuídos pelo Ocidente) sendo por cima (entre amigos partilhando fronteiras) ─ colocando mais uma vez em alerta (terrestre & marítima) o Ocidente e extrapolando o conflito (estrategicamente, pois quando se está a perder, é aproveitar tudo) para uma outra dimensão: antes da vez do Espaço (com sondas russas/chinesas, depois da Lua, a caminho de Marte), lidando-se já com o Ciberespaço.

 

[Enquanto o Globo Terrestre estiver económico-militarmente dividido em três partes distintas ─ o Hemisfério Norte Ocidental (os poderosos dominando), o Hemisfério Norte Oriental (os poderosos querendo dominar) e o Hemisfério Sul (os dominados) nunca teremos sossego: nem os pobres morrendo de fome/doenças/guerras, nem os ricos digladiando-se/matando-se/entre si e no caminho inevitavelmente esmagando-nos. Daí o desprezo pelos independentes ─ uma praga atual ─ tentando colocar-se (estrategicamente/em seu benefício) entre ambos (ricos e pobres).]

 

(imagens: Unsplash.com/Vidar Nordli-Mathisen

- Pixabay.com – Pixabay.com/Gerd Altmann → rt.com)

publicado por Produções Anormais - Albufeira às 17:54

Março 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO